Avaliação comportamental do processamento auditivo em indivíduos gagos

Avaliação comportamental do processamento auditivo em indivíduos gagos

Título alternativo Behavioral auditory processing evaluation in individuals with stuttering
Autor Andrade, Adriana Neves de Autor UNIFESP Google Scholar
Gil, Daniela Autor UNIFESP Google Scholar
Schiefer, Ana Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Pereira, Liliane Desgualdo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: the behavioral auditory processing (AP) evaluation allows the investigation of neuroaudiological processes involved in speech fluency processing. AIM: the purpose of this study was to describe the results obtained in the AP evaluation in stutterers, comparing the type of AP disorder with the severity of stuttering. METHOD: 56 subjects, 49 male and 7 female, ranging in age from 4 to 34 years, were referred from the speech-language clinic of UNIFESP to the AP evaluation. All patients were submitted to the following evaluations: audiological, speech and language. Disfluency was classified according to the protocol proposed by Riley (1994) which includes the following stuttering severity levels: very mild, mild, moderate, severe and very severe. Behavioral AP tests were selected and analyzed according to the patient's age and to the proposal of Pereira & Schochat (1997). RESULTS: subjects with ages between 4 to 7 years and between 12 to 34 years presented mostly mild stuttering, subjects between 8 to 11 years presented mostly moderate stuttering. From the total of 56 individuals who were evaluated, 92.85% presented AP disorders. The most common auditory processing disorders were supra-segmental and decoding. No statistical differences were found considering the results of the AP evaluation and the severity of stuttering for none of the age groups. CONCLUSION: the AP evaluation indicated deficits for most of the participants of all age groups, however no correlations were observed with the severity of stuttering.

TEMA: a avaliação comportamental do processamento auditivo (PA) permite pesquisar os processos neuroaudiológicos envolvidos no processamento da fluência. OBJETIVO: descrever os resultados da avaliação comportamental do PA em indivíduos gagos e comparar o grau de alteração da desordem do PA com o grau de gravidade da gagueira. MÉTODOS: 56 indivíduos, 49 do gênero masculino e 7 do gênero feminino, com idades entre 4 e 34 anos, encaminhados do ambulatório de avaliação fonoaudiológica da UNIFESP para avaliação comportamental do PA. Todos os pacientes foram submetidos à avaliação de audição, fala e linguagem. A disfluência foi classificada segundo o protocolo de Riley (1994), o qual prevê os seguintes graus de gravidade da gagueira: muito leve, leve, moderado, severo e muito severo. Os testes para avaliação do PA foram selecionados e analisados de acordo com a idade do paciente e a proposta de Pereira & Schochat (1997). RESULTADOS: observamos prevalência da gagueira de grau leve na faixa etária de 4-7 anos e 12-34 anos de idade, e moderada nos indivíduos de 8-11 anos de idade. Dos 56 indivíduos avaliados 92,85% apresentaram alteração do PA. Os processos gnósicos mais prejudicados foram não verbal e decodificação. Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes considerando os resultados da avaliação do processamento auditivo e o grau de gravidade da gagueira em nenhuma das faixas etárias avaliadas. CONCLUSÕES: a avaliação do PA mostrou-se comprometida em grande parte da amostra em todas as faixas etárias estudadas sem no entanto, correlação com o grau de gravidade da gagueira.
Palavra-chave Stuttering
Auditory Perceptual Disorders
Hearing
Gagueira
Transtornos da Percepção Auditiva
Audição
Idioma Português
Data de publicação 2008-03-01
Publicado em Pró-Fono Revista de Atualização Científica. Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda., v. 20, n. 1, p. 43-48, 2008.
ISSN 0104-5687 (Sherpa/Romeo)
Publicador Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Extensão 43-48
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872008000100008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-56872008000100008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4253

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-56872008000100008.pdf
Tamanho: 247.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta