Formação do enfermeiro para atuação na atenção básica no programa de atenção integral à saúde da mulher.

Formação do enfermeiro para atuação na atenção básica no programa de atenção integral à saúde da mulher.

Título alternativo Nurse training for work in the integral care program for women’s health in basics health care
Autor França, Lêda Cristina Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Tutor Gerab, Iraní Ferreira da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Institución Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Programa de posgrado Ensino em Ciências da Saúde – EPE
Resumen O Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PAISM) busca a diminuição e resolução dos agravos nos ciclos de vida da mulher. O enfermeiro atua na assistência primária de saúde desenvolvendo ações educativas, de diagnóstico, tratamento e recuperação voltados a assistência da mulher. O objetivo deste trabalho é analisar a formação e atuação do enfermeiro no Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher na Atenção Básica em Saúde. A metodologia utilizada foi exploratório-descritiva com enfoque qualitativo e os dados obtidos por meio de entrevista semi-estruturada com 25 enfermeiros do Distrito Sanitário de Saúde Sul na cidade de Manaus-Amazonas. Foi realizada uma análise de conteúdo do tipo temático categorial. Estes enfermeiros atuam na profissão em torno de 12-16 anos; a maioria com tempo de formação entre 13-17 anos. Como ações oferecidas pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS), destacam-se as voltadas para o ciclo grávido puerperal e para a prevenção de câncer. Sobre a Política de Saúde da Mulher observou-se que consideram como parte integrante da Atenção à Saúde em geral, tendo a mulher o direito comum do uso da assistência à saúde; destacam como Importância da UBS na Saúde da Mulher as ações voltadas ao rastreio, orientações, exames, vacinas e prevenção das doenças, bem como ações curativas. Sobre a Importância do Enfermeiro nesta assistência, destacam o seu papel como orientador e direcionador das demandas, bem como sua contribuição nas ações de prevenção. Quanto a Contribuição da Graduação para o Atendimento na Saúde da Mulher: 22,8% enfatizam a aprendizagem da normatização das ações; 21,7% a saúde reprodutiva e 21,6% destacam lacunas existentes para o desenvolvimento das práticas profissionais. Como sugestões para melhoria no Atendimento à Mulher, 18,2% dos enfermeiros compreendem as ações e direitos da mulher, a necessidade de aperfeiçoar as atividades em torno dos ciclos de vida da mulher e do atendimento humanizado, aprimoramento das técnicas aplicadas nas ações e assistência à mulher em todas as fases de sua vida. Para 25% dos entrevistados as questões de aprimoramento e mudança, começam pela matriz curricular, e referem que a educação permanente e educação continuada em saúde são também necessárias para a melhoria no atendimento.

The Integral Care Program for Women’s Health (PAISM) aims to diminish and treat injuries in women‘s life cycle. Nurses work in health primary assistance performing educative actions, diagnostic, treatment and recovery focused on assistance for women. The objective of this work is to analyze the nurse training for work in the integral care program for women’s health in Basics Health Care. The methodology used was explanatory-descriptive with a qualitative approach, and data gathering by mean of semi structured interviews with 25 nurses from the Health District South in Manaus city, Amazonas. The content analysis was according categorized topics. These nurses have been working about 12-16 year on this profession; most of them graduated between 13-17 years ago. As shares offered in Basic Health Units (UBS), are focused on pregnancy-puerperal cycle and cancer prevention. About women’s health Policy we observed that it’s considered in General Health Care, where women has the common rights guaranteed; emphasize the importance of UBS in women’s health with shares dedicated to track, monitoring, orientations, examinations, vaccination, diseases prevention, and treatment as well. About the importance of nurses on this assistance, we noticed their roles as advisors, guides and facilitators in needs, and contributions in prevention actions. Concerning their training in college for treating women’s health: 22,8% highlights the learning of standardization of shares; 21,7% reproductive health, and 21,6% highlight the lacks in performance of professional practice. As a suggestion for improving women assistance, 18,2% of nurses understand the shares and rights of women, the need to improve shares about women’s life cycle and humanized care, improving techniques used in shares and assistance for women in every phase of their life. And for 25% of interviewed, in questions of improving and changing starts at curricular plan of the training course, consolidating the permanent and continuous education as a reference for improve the assistance.
Materia Saúde da Mulher
Atenção Básica
Enfermagem
Formação
Women’s Health
Basic Assistance
Nursing
Training Course
Fecha 2014
Publicado en FRANÇA, Lêda Cristina Rodrigues. Formação do enfermeiro para atuação na atenção básica no programa de atenção integral à saúde da mulher. 2014. 115f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2014
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensión 115f.
Origen http://www2.unifesp.br/centros/cedess/mestrado/teses/tese_159_leda_cristina_rodrigues.pdf
Restricciones de acceso Acceso abierto Open Access
Tipo Disertación
URI http://repositorio.unifesp.br/11600/41915

Mostrar el registro completo del ítem




Fichero

Fichero Tamaño Formato Ver

No hay ficheros asociados a este ítem.

Este ítem aparece en la(s) siguiente(s) colección(ones)

Buscar


Listar

Mi cuenta