Os renovadores “gramscianos”: o diálogo com Antonio Gramsci para a compreensão da realidade brasileira, a batalha das ideias no partido e a formação da revista Presença

Exibir registro simples

dc.contributor.advisor Silva, Carlos Alberto Bello e [UNIFESP]
dc.contributor.author Castro, Michele Corrêa de [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2018-05-14T14:10:16Z
dc.date.available 2018-05-14T14:10:16Z
dc.date.issued 2013-02-28
dc.identifier.citation CASTRO, Michele Corrêa de. Os renovadores “gramscianos”: o diálogo com Antonio Gramsci para a compreensão da realidade brasileira, a batalha das ideias no partido e a formação da revista Presença. 2013. 195 f. Dissertação (Mestrado) - Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo. Guarulhos, 2013.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/11600/41794
dc.description.abstract A incorporação de Gramsci no Brasil compreendeu três períodos. Primeiro, um período dos anos 1920 a meados dos anos 1960 (SECCO, 2002), o segundo aborda timidamente e com muitos obstáculos à esquerda do Partido Comunista Brasileiro (PCB), a tradução feita pelo grupo capitaneado por Carlos Nelson Coutinho dos Cadernos do Cárcere, organizados por Togliatti (SIMIONATTO, 2004), sobretudo nos anos 1960, e, por fim, um terceiro momento em meados dos anos 1970, no contexto de abertura política e de maior efervescência acadêmica, quando Gramsci passa a ser referência em diversas áreas do conhecimento. Priorizamos, em certa medida, o terceiro período como recorte temporal, não nos detendo na recepção, mas nos usos e no diálogo de três autores brasileiros com o marxista sardo, na batalha das ideias no interior do partido e na formação da revista Presença. Os autores analisados se aglutinaram na chamada corrente renovadora democrática do PCB, na vertente que caracterizamos como renovadores “gramscianos” Carlos Nelson Coutinho, Luiz Werneck Vianna e Marco Aurélio Nogueira, também classificados como eurocomunistas. Assim, priorizamos as aproximações desses autores, quanto à análise da realidade brasileira, principalmente, a partir dos anos 1970, durante o chamado processo de transição democrática, em suas principais obras, nas produções no interior do jornal Voz da Unidade e em seus escritos na revista Presença (1983-1992). pt
dc.description.abstract The incorporation of Gramsci in Brazil comprised three periods. First, a period from the 1920s to the mid 1960s (SECCO, 2002), the second deals with many obstacles and sheepishly left the Brazilian Communist Party (PCB), a translation by the group headed by Carlos Nelson Coutinho from the Cadernos do Cárcere organized by Togliatti (SIMIONATTO, 2004), especially in the 1960s, and finally a third time in the mid-1970s, in the context of political opening and greater academic effervescence when Gramsci becomes a reference in several areas of knowledge. Prioritize, to some extent, the third period as time frame, not stopping us at the reception, but the uses and dialogue three Brazilian authors with Sardinian Marxist, in the battle of ideas within the party and in the formation of the journal Presence. The authors analyzed the current call coalesced democratic renewal of the PCB in shed characterize as renovators "Gramscian" Carlos Nelson Coutinho, Luiz Werneck Vianna and Marco Aurélio Nogueira, also classified as eurocommunists. Thus, we prioritize the approaches of these authors, as analysis of the Brazilian reality, mainly from the 1970s, during the so-called democratic transition in his major works, the productions within the newspaper Voz da Unidade and in his writings on Presença magazine (1983-1992). en
dc.language.iso por pt
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.rights Acesso aberto pt
dc.subject Renovadores “Gramscianos” pt
dc.subject PCB pt
dc.subject Revista Presença pt
dc.subject Marxismo pt
dc.title Os renovadores “gramscianos”: o diálogo com Antonio Gramsci para a compreensão da realidade brasileira, a batalha das ideias no partido e a formação da revista Presença pt
dc.title.alternative The “Gramscian” renewers: a dialogue with Antonio Gramsci for the understanding of the Brazilian reality, the ballet for the ideas in the party, and the formation of the Presença magazine en
dc.type Dissertação de mestrado pt
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
unifesp.campus Guarulhos, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH) pt
unifesp.graduateProgram Ciências sociais - EFLCH pt
unifesp.knowledgeArea Ciências sociais pt
unifesp.researchArea Pensamento político e social, Estado e ação coletiva pt



Arquivo

Nome: Michele_Dissert__ROMANOS_______P.Iniciais.pdf
Tamanho: 499.8KB
Formato: PDF
Descrição: Iniciais
Abrir arquivo
Nome: Michele_Dissert__TEXTO ÍNTEGRA_Versão Final 2.pdf
Tamanho: 1.362MB
Formato: PDF
Descrição: Texto
Abrir arquivo
Nome: Mihele_Dissert___CAPAS_Versão Final.pdf
Tamanho: 168.1KB
Formato: PDF
Descrição: Capa
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Exibir registro simples

Buscar


Navegar

Minha conta