Estudo de adaptação e viabilidade de um programa de redução de riscos do consumo de álcool para o contexto de escolas particulares no Brasil

Estudo de adaptação e viabilidade de um programa de redução de riscos do consumo de álcool para o contexto de escolas particulares no Brasil

Título alternativo Adaptation and feasibility study of a risk reduction program of alcohol consumption to private schools in Brazil
Autor Amato, Tatiana de Castro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Noto, Ana Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo A maioria dos estudantes começa a beber antes dos 18 anos e uma parcela deles sofre consequências negativas que poderiam ser prevenidas. Porém, o Brasil carece de avaliações cientificas quanto à efetividade e adequação de modelos preventivos voltados para a redução dos riscos do consumo. Assim, este estudo teve por objetivo traduzir, adaptar e avaliar a aceitação do programa SHAHRP (School Health and Alcohol Harm Reduction Project) para escolas particulares, bem como analisar a viabilidade de um futuro estudo clínico randomizado para avaliação de sua efetividade no Brasil. Método: A pesquisa foi dividida em dois estudos. No Estudo 1 (Tradução e adaptação do programa SHAHRP) após a tradução do material, foi realizada a adaptação do conteúdo por meio de grupos focais com estudantes de ensino fundamental e médio e workshop com especialistas brasileiros na área de educação e prevenção sobre drogas. A versão adaptada foi denominada PERAE (Programa de Estímulo à Saúde e Redução de Riscos Associados ao Uso de Álcool Aplicado ao Ambiente Escolar). No Estudo 2 (Estudo de aceitação e viabilidade da primeira fase do programa PERAE) foram utilizados métodos mistos (qualitativos e quantitativos). Para o estudo de viabilidade participaram oito escolas, sendo que 4 escolas tiveram o PERAE implementado por professores (grupo PERAE, N=178) e 4 escolas receberam apenas uma cartilha informativa (grupo controle, N=188). Alunos de oitavo ano, participantes de ambos os grupos, responderam a um questionário estruturado de autopreenchimento na linha de base (T0) e seis meses após o início da intervenção (T1), sobre consumo de álcool, conhecimento, habilidades para tomar decisão, danos/riscos, crenças sobre consequências do consumo de álcool e atitudes. O programa teve sua fidelidade de implementação avaliada. A aceitação foi avaliada ao final, sendo os alunos por questionário de autopreenchimento com questões abertas e os professores por grupo focal. Resultados: O material didático do PERAE foi produzido, adaptado a partir da crítica de especialistas e as situações do material vividas por jovens australianos foi contrastada com o relato de jovens brasileiros. As situações que não faziam parte do contexto brasileiro foram retiradas ou modificadas, bem como foram feitas alterações necessárias no design gráfico. O programa PERAE teve 69,3% das atividades implementadas com fidelidade. Os alunos referiram gostar das atividades interativas e baseadas em suas experiências, os professores consideraram o programa uma ferramenta promissora e ambos aprovaram a abordagem de redução de riscos. Foram levantados indicadores para viabilizar um estudo de efetividade, adequando o tamanho da amostra, o tempo de acompanhamento dos alunos e as medidas relacionadas ao consumo de álcool. Conclusão: Os achados desse estudo evidenciam que a primeira fase do PERAE se mostrou bem aceita entre especialistas brasileiros, alunos e professores de escolas particulares. Foi possível incorporá-la na programação das escolas, com algumas sugestões de adaptações futuras. Os principais indicadores para que seja realizado um estudo de efetividade foram levantados, possibilitando prosseguir com a pesquisa no Brasil
Palavra-chave Álcool
Estudantes
Adolescente
Prevenção
Redução de riscos e danos
Escola
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Número do financiamento FAPESP: 2010/51094-7
FAPESP: 2012/06256-4
CNPq: 485118/2012-2
Data de publicação 2015-09-18
Publicado em AMATO, Tatiana de Castro. Estudo de adaptação e viabilidade de um programa de redução de riscos do consumo de álcool para o contexto de escolas particulares no Brasil. 2015. 275 f. Tese (Doutorado) – Escola Paulista de Medicina. Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2015.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://hdl.handle.net/11600/41674

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-15556.pdf
Tamanho: 12.89MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta