Fatores determinantes da adesão de idosos aos programas de atividade física da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação da Cidade de São Paulo

Fatores determinantes da adesão de idosos aos programas de atividade física da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação da Cidade de São Paulo

Author Tedeschi, Márcia Regina Martinez Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Figueiredo, Elisabeth Niglio de Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract As políticas públicas de saúde relacionadas ao envelhecimento saudável destacam a importância da prática regular da atividade física. A adesão do comportamento ativo dessa população constitui-se um desafio por se tratar de um processo complexo que envolve fatores determinantes de natureza pessoal e ambiental. Objetivo: mensurar a prevalência dos determinantes pessoais e ambientais na adesão de idosos aos programas regulares de atividade física da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação da Cidade de São Paulo. Método: estudo transversal realizado em 13 Unidades Clube Escola, representando as cinco regiões da cidade de São Paulo, sendo que a população foi composta por 401 idosos, vinculados a essas unidades. Resultados: As maiores prevalências encontradas em relação à adesão a atividade física foram: para os determinates pessoais: sexo feminino, média de idade de 68,9 anos e renda familiar média de 3,8 salários mínimos; sem ocupação remunerada; ensino fundamental incompleto; com cônjuge; residindo acompanhados; nunca ter fumado; sem histórico de atividade física regular no passado e ter algum problema de saúde; para os determinates ambientais relacionados à mobilidade: proximidade da residência; deslocamento a pé para o local da prática; com duração menor que 15 minutos; para as características das atividades praticadas: ginástica; duas vezes por semana; com duração total de 265,80 minutos de intensidade moderada; para os determinantes relacionados ao ambiente social aponta-se: o apoio dos amigos e familiares. Para a escolha do local para início da prática aponta-se: opções de horários; localização; Indicação de um amigo; e qualidade do líder; já os que facilitaram a permanência dos idosos nas UCES foram: localização; opções de horário; qualidade do lider e amizades. A mediana do tempo de adesão foi de 5 anos. Observou-se que os determinantes pessoais que apresentaram associação estatísticamente significante com o tempo de adesão a atividade física foram: sexo feminino, nunca ter fumado, não ter histórico de atividade física regular; e raramente sentirem-se estressados. Conclusão: as prevalências desses fatores refletem.

The public health policies related to healthy aging emphasize the importance of regular physical activity. Adherence of the active behavior of this population constitutes a challenge, because it is a complex process that involves determinant factors of a personal nature and environmental. Objective: To measure the prevalence of personal and environmental determinants of adherence in the elderly regular programs of physical activity of the Municipal Secretary of Sports, Leisure and Recreation of the City of São Paulo. Methods: Cross-sectional study in 13 Units School Club, representing the five regions of São Paulo, and the population consisted of 401 elderly linked to these units. Results: The highest prevalence found regarding adherence to physical activity were for personal determinates: female, mean age of 68.9 years and average household income of 3.8 minimum salaries; without gainful occupation; basic education; with spouse; living together and never have smoked; without a history of regular physical activity in the past and have some health problem; for the environmental determinants related to mobility: Proximity of residence displacement walk to the local practice with the duration less than 15 minutes; for characteristics activity practiced: Gymnastics, twice a week; lasting a total of 265.80 minutes of moderate intensity, and the determinants related to the social environment points to the support of friends and family. For the choice of location for start of practice aims to: Time options; location; indication of a friend, and quality leader, who has facilitated keeping the elderly in UCES were: Location, time options; quality leader, and friendships. The median length of adherence was 5 years. It was observed that the personal determinants that presented statistically significant association to the time of physical activity adherence were: female gender, never smoking, no history of regular physical activity, and rarely feel stressed. Conclusion: The prevalence of these factors reflect positively on the health of the elderly UCES, supporting public health policies for the elderly population who endorse this practice for healthy aging.
Keywords Idosos
Psicologia
Exercícios físicos
Políticas públicas de saúde
Envelhecimento
Atividade física
Aging
Physical activity
Adherence
Public policy
Language Portuguese
Date 2013
Published in TEDESCHI, Márcia Regina Martinez. Fatores determinantes da adesão de idosos aos programas de atividade física da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação da Cidade de São Paulo. 2013. 85 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Enfermagem. Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2013.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/41276

Show full item record




File

Name: Tese-14678.pdf
Size: 1.230Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

My Account