Long-term results of photorefractive keratectomy for myopia and myopic astigmatism

Long-term results of photorefractive keratectomy for myopia and myopic astigmatism

Título alternativo Resultados a longo prazo de ceratectomia fotorefrativa para miopia e astigmatismo miópico
Autor Yamazaki, Ester Sakae Autor UNIFESP Google Scholar
Stillitano, Iane Autor UNIFESP Google Scholar
Wallau, Anelise Dutra Autor UNIFESP Google Scholar
Bottós, Juliana Mantovani Autor UNIFESP Google Scholar
Campos, Mauro Silveira de Queiroz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To assess the long-term refractive outcomes of photorefractive keratectomy in myopia and myopic astigmatism. METHODS: A retrospective study of 120 photorefractive keratectomy operated eyes with at least four-year follow-up (maximum of 96 months, mean follow-up 55 months). We divided patients into group 1 (G1) spherical equivalent (SE) up to -4.00 diopters (D) and group 2 (G2) SE >-4.00 D. The Summit Apex Plus® excimer laser was used for ablation. All eyes were analyzed in terms of uncorrected and best spectacle corrected visual acuity (UCVA/BSCVA) and cycloplegic refraction. Data were analyzed using the Refractive Surgery Consultant Elite database software. RESULTS: G1 with 85 eyes (49 patients) presented mean SE -2.42 D and G2 with 35 eyes (22 patients) and mean SE of -4.45 D. Ninety-four percent of eyes in G1 and 82.9% of G2 were within ±1.00 D of emmetropia at 4 years. The UCVA was 20/30 or better in 82.0% of G1 eyes and 77.0% of G2 in the last postoperative follow-up. No patient lost more than one line in G2 compared to 13.0% in G1. Eyes that gained one or more lines after 4-year follow-up were 11.9% G1 and 2.9% in G2, respectively. A statistically significant positive correlation was found between achieved versus attempted refractive correction in both groups (r=0.925, p<0.0005). CONCLUSIONS: Photorefractive keratectomy was a safe and stable surgical procedure to correct myopic refractive errors, with no significant change in mean postoperative spherical equivalent refraction in the long-term follow-up.

OBJETIVO: Relatar os resultados a longo prazo da cirurgia de ceratectomia fotorefrativa em miopia e astigmatismo miópico. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de120 olhos operados de ceratectomia fotorefrativa com um mínimo intervalo de 4 anos de seguimento pós-operatório (máximo de 96 meses e seguimento médio de 55 meses). Dividimos em grupo 1 (G1) com equivalente esférico (SE) até -4.00 dioptrias (D) e grupo 2(G2) SE > -4.00 D. O excimer laser Summit Apex Plus® foi usado na ablação. Foram obtidas acuidade visual não corrigida (UCVA) e melhor acuidade visual corrigida (BSCVA) e refração sob cicloplegia. Os dados foram analisados utilizando o programa Refractive Surgery Consultant Elite database®. RESULTADOS: G1 com 85 olhos (49 pacientes) apresentaram SE médio de -2.42 D e o G2 com 35 olhos (22 pacientes) e SE médio de -4,45 D. No G1 94% e 82,9% no G2 estavam entre ±1,00D de emetropia em 4 anos. A acuidade visual não corrigida foi de 20/30, ou melhor, em 82,0% nos olhos de G1 e 77,0% de G2 no último seguimento. Nenhum paciente perdeu mais do que uma linha de visão no G2 comparado com 13,0% em G1. Ganho de linha de visão após 4 anos foi respectivamente 11,9% em G1 e 2,9% em G2. Correlação positiva estatisticamente significante foi encontrada entre correção refrativa programada versus atingida em ambos os grupos (r=0,925, p<0,0005). CONCLUSÃO: Ceratectomia fotorefrativa foi um procedimento cirúrgico seguro e estável para corrigir erros refracionais miópicos, sem mudança significativa no equivalente esférico médio da refração pós-operatória em longo prazo.
Palavra-chave Keratectomy, photorefractive, excimer laser
Myopia
Astigmatism
Treatment outcome
Visual acuity
Ceratectomia fotorrefrativa por excimer laser
Miopia
Astigmatismo
Resultado de tratamento
Acuidade visual
Idioma Inglês
Data de publicação 2007-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 70, n. 6, p. 975-980, 2007.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 975-980
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492007000600017
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492007000600017 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4093

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492007000600017.pdf
Tamanho: 1.223MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta