Síndrome de Cushing subclínica em populações de risco

Síndrome de Cushing subclínica em populações de risco

Título alternativo Subclinical Cushing's syndrome in populations at risk
Autor Caetano, Maria Silvia S. Autor UNIFESP Google Scholar
Vilar, Lucio Google Scholar
Kater, Claudio Elias Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Pernambuco Hospital das Clínicas Divisão de Endocrinologia
Resumo Based on autopsy studies, adrenal masses are among the most common tumors in humans. Endogenous Cushing's syndrome (CS) is unusual and adrenal adenomas account for 10% of all cases of CS. Patients with subclinical CS (SCS) present abnormal cortisol dynamics without obvious manifestations. The prevalence of hypercortisolism in clinically inapparent adrenal masses has been reported as 9%. Data from several small series of patients indicate that fewer than 20% develop hormone overproduction when followed for up to 10 years. Follow-up of patients with subclinical CS suggests that rarely masses increase in size or progress to overt CS. Adrenal incidentalomas and subclinical CS are related to metabolic disorders, in special to type-2 diabetes. The scarce available data suggest that treatment of hypercortisolism correct the metabolic abnormalities and blood pressure. Some studies evaluating the prevalence of subclinical CS in overweight type-2 diabetes patients suggest that it is considerably higher in populations at risk than in the general population.

Os incidentalomas de adrenais (IA) são tumores freqüentes em humanos. A síndrome de Cushing (SC) endógena é rara e os adenomas de adrenais são responsáveis por 10% dos casos de SC. A SC subclínica ocorre em IA com dinâmica do cortisol anormal e ausência de fenótipo característico de hipercortisolismo. A prevalência média de SC subclínica em IA é de 9%. Dados de pequenas séries indicam que 20% dos IA desenvolvem alterações bioquímicas quando acompanhados por 10 anos. A evolução da SC subclínica parece ser benigna, raramente ocorrendo aumento da massa e evolução para a SC clinicamente manifesta. Os incidentalomas e a SC subclínica têm sido correlacionados aos componentes da síndrome metabólica, especialmente ao diabetes mellitus do tipo 2. Embora o número de pacientes avaliados ainda seja pequeno, os estudos disponíveis demonstram que o tratamento do hipercortisolismo resulta em melhor controle metabólico e da pressão arterial. Esses achados levaram alguns autores a pesquisar a presença de SC subclínica em pacientes com diagnóstico prévio de diabetes mellitus. Os estudos realizados utilizando diferentes abordagens diagnósticas mostraram que nesse grupo de pacientes a incidência de SC subclínica é maior do que na população geral.
Palavra-chave Type 2 diabetes mellitus
Obesity
Overweight
Hypercortisolism
Cushing's syndrome
Subclinical Cushing's syndrome
Diabetes mellitus tipo 2
Obesidade
Sobrepeso
Hipercortisolismo
Síndrome de Cushing
Síndrome de Cushing subclínica
Idioma Português
Data de publicação 2007-11-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 51, n. 8, p. 1185-1190, 2007.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 1185-1190
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302007000800003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27302007000800003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3983

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27302007000800003.pdf
Tamanho: 114.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta