Análise do polimorfismo de interleucina 6, GST e do gene dos receptores de progesterona relacionados à osteoporose após a menopausa

Análise do polimorfismo de interleucina 6, GST e do gene dos receptores de progesterona relacionados à osteoporose após a menopausa

Título alternativo Analysis of the relationship between postmenopause osteoporosis and interleucin-6, GST and progesterone receptor gene polymorphisms
Autor Moura, Katia Franco Quaresma de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Haidar, Mauro Abi Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (ginecologia) - São Paulo
Resumo Objetivo: Avaliar alguns fatores genéticos relacionados ao desenvolvimento de osteoporose na pós-menopausa. Casuística e Métodos: Foram avaliadas 110 mulheres , nos primeiros cinco anos após a menopausa, sem uso de terapia hormonal prévia. O grupo foi analisado quanto à presença de polimorfismo de interleucina 6, GSTM1 do gene do receptor de progesterona, denominado PROGINS. Os dados clínicos foram registrados por meio de entrevistas com as pacientes. Avaliou-se a densitometria óssea de todas as pacientes, feita em aparelho Lunar para análise da densidade mineral óssea e do T escore em coluna lombar (L2-L4). As genotipagens de interleucina 6, GSTM1 e PROGINS foram realizadas pela reação em cadeia da polimerase (PCR) com DNA proveniente de raspado bucal. Utilizou-se, para análise estatística, o teste não paramétrico de Mann-Whitney ou o teste t de Student, a depender da variável estudada. Para cálculo da razão de chances, ou odds ratio (OR), para a ocorrência da doença, aplicou-se modelo de regressão logística. O nível de significância adotado foi de 5% (p < 0,05) e o intervalo de confiança foi de 95% (95% IC). Resultados: A idade média foi de 51,96 anos. Em relação ao polimorfismo de IL6, 58,2% das pacientes eram homozigotas (GG) e 41,8% apresentaram a presença do alelo C (heterozigoto ou GC + homozigoto mutante ou CC). Quanto ao genótipo PROGINS, 58,2% eram negativas (homozigoto selvagem ou P1/P1) e 41,8% eram positivas (heterozigoto ou P1/P2). No que tange ao polimorfismo GSTM1, 72,7% das pacientes mostraram a presença do alelo (1/1) e 27,3% ausência. Conclusão: O polimorfismo do gene da IL-6 correlacionou-se com baixa densidade óssea, ao passo que o polimorfismo PROGINS e do gene GSTM1 não se relacionaram com a densidade mineral óssea.

Objective: Evaluate the relation of genetic factors to the development of osteoporosis in post menopause. Methods: One hundred and ten women were evaluated in their first three post menopause years without the use of hormone therapy. The group was investigated for the presence of Interleucin 6 polymorphism, GSTM1 and the presence of a polymorfism of the progesterone receptor gene, PROGINS. The clinical data were obtained through pacient interviews and the genotypes were analyzed through polimerase chain (PCR) with DNA from mouth raspado. The statistical analysis used the Mann-Whitney nonparametric test or the T-Student test, depending on the tested variable. The Logistical Regression model was used to obtain the odds ratio for the disease. The significance level adopted was 5% and the confidence interval was 95%. Results: Average age was 51.96 years. 58.2% of patients were homozygous (GG) for the IL6 polymorphism and 41.8% presented the C alelus. 58.2% were negative negative PROGINS genotype and 41.8% were positive. 72.7% presented the alelus (1/1) for polymorphism GSTM1 and 27.3% did not. Conclusion: The IL6 gene polymorphism correlated with low bone mass, while PROGINS and GSTM1 polymorphisms did not.
Palavra-chave Polimorfismo (genética)
Interleucina-6
Glutationa transferase
Progesterona
Osteoporose pós-menopausa.
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em MOURA, Katia Franco Quaresma de. Análise do polimorfismo de interleucina 6, GST e do gene dos receptores de progesterona relacionados à osteoporose após a menopausa. 2006. 60 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 60 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/39353

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-39353.pdf
Tamanho: 787.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta