Biopolítica: a relação entre saber-poder e governo no pensamento de Michel Foucault

Show simple item record

dc.contributor.advisor Silva Junior, Ivo [UNIFESP]
dc.contributor.author Silva, Tania Côrrea da [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2016-06-29T11:54:37Z
dc.date.available 2016-06-29T11:54:37Z
dc.date.issued 2012-08
dc.identifier.citation SILVA, Tania Côrrea da. Biopolítica: a relação entre saber-poder e governo no pensamento de Michel Foucault. 2012. 126 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2012.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/39342
dc.description.abstract Esta pesquisa pretende demonstrar que ao abrir uma nova perspectiva para o entendimento sobre as relações de saber e de poder, Foucault também apresenta uma nova possibilidade de interpretação para as relações de governo. Ela percorre a linha traçada pelo filósofo sobre as relações saber-poder e processos de sujeição, por meio do qual se torna possível desenhar um panorama crítico sobre a constituição das sociedades modernas. Nela corroboramos que as análises de Foucault, especialmente as de cunho genealógico, visam demonstrar a formação de um processo biopolítico, descrito como a captura das características biológicas do homem pelas estratégias de saber-poder, o que se efetiva pela soma de dois momentos correlatos. Um primeiro momento em que se efetivam as relações de poder e que, por isso, tem um caráter microfísico e interpessoal. E, um segundo momento no qual essas relações microfísicas adquirem um caráter macrossocial, através da interação com uma racionalidade a qual o filósofo chamou de governamentalidade. Essa pesquisa tem ainda por objetivo mostrar que, a análise empreendida por Foucault tece uma crítica bastante contundente sobre como os dispositivos de poder se correlacionam aos processos de constituição de saber e que essa correlação é o que torna possível a ação de um governo. Por fim, investiga, na trilha do pensamento de Foucault, como os homens do Ocidente teriam se sujeitado ao governo de outros iguais e ainda como seria possível romper com esse tipo de relação. pt
dc.description.abstract This research aims to demonstrate that when to open a new perspective for the understanding of the relationships of knowing and power, Foucault also presents a new possibility of the interpretation for government relations. It goes through which the line drawn by the philosopher about relations know-power and processes of subjection, through which it make it possible to draw a critical overview on the constitution of modern societies. In it, we corroborate that Foucault's analyses, especially the of genealogical nature, aim to demonstrate the formation of a biopolitical process, described as the capture of the biological characteristics of man by the strategies of know-power, this process becomes effective by the sum of two moments. A first moment, wherein it effects the power relations and that therefore has an interpersonal character and microphysics. And, a second moment, in which these microphysics relationships acquire a macrosocial character, through interaction with a rationality which the philosopher called governmentality. This research has yet for objective to show that the analysis undertaken by Foucault weaves a fairly blunt criticism about how the power devices correlate to the formation processes of the know and that this correlation is what makes possible the action of a government. Finally, it investigates, on the trail of Foucault's thought, as the men from the West submitted themselves at government of other alike and yet how would it be possible to break with this kind of relationship. en
dc.format.extent 126 f.
dc.language.iso por pt
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.rights Acesso aberto pt
dc.subject Biopolítica pt
dc.subject Saber-poder pt
dc.subject Sujeição pt
dc.subject Governamentalidade pt
dc.subject Biopolitics en
dc.subject Know-power en
dc.subject Subjection en
dc.subject Governmentality en
dc.title Biopolítica: a relação entre saber-poder e governo no pensamento de Michel Foucault pt
dc.type Dissertação de mestrado pt
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.identifier.file Publico-39342.pdf
dc.description.source TEDE
unifesp.campus Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH) pt
unifesp.graduateProgram Filosofia - EFLCH pt
unifesp.knowledgeArea Filosofia pt



File

Name: Publico-39342.pdf
Size: 761.9Kb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account