Ocorrência dos indicadores de risco para a deficiência auditiva infantil no decorrer de quatro anos em um programa de triagem auditiva neonatal de um hospital público

Ocorrência dos indicadores de risco para a deficiência auditiva infantil no decorrer de quatro anos em um programa de triagem auditiva neonatal de um hospital público

Título alternativo Occurence of risk indicators for hearing loss over four years in a neonatal hearing screening program of a public hospital
Autor Vieira, Eliara Pinto Autor UNIFESP Google Scholar
Miranda, Elisiane Crestani De Autor UNIFESP Google Scholar
Azevedo, Marisa Frasson de Autor UNIFESP Google Scholar
Garcia, Michele Vargas Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To compare the occurrence of risk indicators for hearing loss in children over a period of four years, in a Neonatal Hearing Screening Program. METHODS: Three hundred and eighty-two files of preterm infants born at Hospital São Paulo in the period from 2000 to 2004 were researched. RESULTS: In 2000, 5.9% of the cases showed familiar antecedents and/or consanguinities, while in 2003 this indicator was present in 13.6% of the population. Mechanical ventilation showed significant increase from 24.6% in 2000 to 40.2% of the cases in 2004. The cases of neonatal seizures increased significantly from 4.2% in 2000 to 9.8% in 2004. Congenital infections showed significant decrease from 11.0% in 2000 to 4.3% in 2003. In 2002, only one case of syphilis was observed, demonstrating decrease in the occurrence of such diseases. The occurrence of peri-intraventricular hemorrhage significantly decreased from 15.3% in 2000 to 5% in 2003. Malformation cases decreased from 3.4% in 2000 to 0.7% in 2003. Ototoxicity cases showed significant decrease from 43.2% in 2000 to 30.0% in 2003. CONCLUSION: Statistical analysis revealed significant increase of familiar antecedents for hearing loss, use of mechanical ventilation and neonatal seizures during the period considered. Registers of congenital infections and peri-intraventricular hemorrhage showed significant decrease during the same period. Malformation, low birth weight and ototoxicity cases varied randomly, and some risk indicators didn't present any statistically significant variations.

OBJETIVO: Comparar a ocorrência dos indicadores de risco para a deficiência auditiva infantil ao longo de quatro anos, em um Programa de Triagem Auditiva Neonatal. MÉTODOS: Foram pesquisados os prontuários de 382 recém nascidos prematuros nascidos no Hospital São Paulo, de 2000 a 2004. RESULTADOS: Em 2000, encontramos 5,9% de casos de antecedentes familiares/consangüinidade, a qual aumentou de forma estatisticamente significante para 13,6% em 2003. A ventilação mecânica aumentou de forma estatisticamente significante de 24,6% casos em 2000, para 40,2% em 2004. O número de convulsões em RN foi de 4,2% em 2000 para 9,8% em 2004, aumento estatisticamente significante. Encontramos 11,0% de casos de infecção congênita em 2000, o que caiu para 4,3% em 2003. No ano de 2002, houve apenas um caso de sífilis, sendo que a ocorrência destas doenças diminuiu nos últimos anos. O HPIV foi de 15,3% no ano 2000 para 5% em 2003, com redução estatisticamente significante. Os casos de malformação caíram de 3,4% no ano 2000 para 0,7% em 2003. Os casos de ototoxicidade diminuíram de forma estatisticamente significante de 43,2% em 2000 para 30,0% em 2003. CONCLUSÃO: A análise estatística revelou aumento significante da ocorrência dos antecedentes familiares para a deficiência auditiva, do uso de ventilação mecânica e das convulsões neonatais. Os casos de infecção congênita e hemorragia periintraventricular diminuíram estatisticamente do ano 2000 para 2004. Os casos de malformação, baixo peso e ototoxicidade variaram de forma aleatória entre os anos estudados. E alguns indicadores de risco se mantiveram sem alterações estatisticamente significantes.
Palavra-chave Hearing loss
Infant, newborn
Risk index
Early diagnosis
Perda auditiva
Recém-nascido
Indicador de risco
Diagnóstico precoce
Idioma Português
Data de publicação 2007-09-01
Publicado em Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v. 12, n. 3, p. 214-220, 2007.
ISSN 1516-8034 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Extensão 214-220
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-80342007000300009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-80342007000300009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3919

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-80342007000300009.pdf
Tamanho: 122.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta