Crossed testicular ectopia

Crossed testicular ectopia

Autor Esteves, Edward Autor UNIFESP Google Scholar
Pinus, Jaques Autor UNIFESP Google Scholar
Maranhão, Renato Frota de Albuquerque Autor UNIFESP Google Scholar
Abib, Simone de Campos Vieira Autor UNIFESP Google Scholar
Pinus, José Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Crossed testicular ectopia (CTE) is a rare anomaly, characterized by migration of one testis towards the opposite inguinal canal. Presented here is a case of crossed ectopia of the right testis, treated by extraperitoneal transposition of the gonad and right orchiopexy. Embriology and surgical findings suggest that CTE is a common consequence of many unclear ethiologic factors, specially mechanical ones, and can be associated with Muller duct persistence. Review of literature suggests a classification of CTE into 3 types: I - associated with inguinal hernia alone; II - associated with persistent mullerian remnants; III - associated with other anomalies without mullerian remnants. Treatment includes transeptal orchiopexy or extraperitoneal transposition of the testis, research for mullerian remnants and other anomalies, and long term postoperative follow-up, due to the risk of becoming malignant.

INTRODUÇÃO: A ectopia testicular cruzada (ETC) é uma anomalia rara, caracterizada pela descida de um testítulo no canal inguinal do lado oposto. Apresentamos um caso de ectopia cruzada do testículo direito, tratado por transposição extraperitoneal da gônada e orquipexia direita. CONCLUSÃO: Os conhecimentos embriológicos e os achados cirúrgicos sugerem que a ETC seja uma conseqüência comum de vários fatores etiológicos, sobretudo fatores mecânicos, e pode causar persistência do ducto de Müller. Após extensa revisão da literatura,sugerimos uma classificação da ETC em 3 tipos: 1 - associada somente à hérnia inguinal; II associada a remanescentes mullerianos; III - associada a outras anomalias, sem remanescentes mullerianos. O tratamento inclui orquipexia trans-septal ou transposição trans-abdominal do testículo, pesquisa de remanescentes mullerianos e outras anomalias, e seguimento pós-operatório a longo prazo, devido a risco de malignização.
Palavra-chave Cryptorchidism
Ectopic testis
Orchiopexy
Testicular ectopia
Idioma Inglês
Data de publicação 1995-08-01
Publicado em São Paulo Medical Journal. Associação Paulista de Medicina - APM, v. 113, n. 4, p. 935-940, 1995.
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 935-940
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31801995000400003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-31801995000400003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/386

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31801995000400003.pdf
Tamanho: 1.109MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta