Validity and reliability of the sagittal abdominal diameter as a predictor of visceral abdominal fat

Validity and reliability of the sagittal abdominal diameter as a predictor of visceral abdominal fat

Título alternativo Validade e confiabilidade do diâmetro abdominal sagital enquanto preditor de gordura abdominal visceral
Autor Sampaio, Lílian R. Google Scholar
Simões, Eduardo J. Autor UNIFESP Google Scholar
Assis, Ana Marlúcia O. Google Scholar
Ramos, Luiz Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal da Bahia Escola de Nutrição Departamento Ciência da Nutrição
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVES: To evaluate the reliability of the sagittal abdominal diameter and its validity as a predictor of visceral abdominal fat, as well as to identify the most appropriate cut-off points to identify the area of visceral fat that is known to represent a risk factor for cardiovascular disease. DESIGN: Validation study. SUBJECTS: 92 healthy volunteers (57 women, 35 men), age: 20-83 y, body mass index: 19.3 to 35.9 kg/m². MEASUREMENTS: Sagittal abdominal diameter (SAD), weight, height, circumferences (waist, hip, and thigh), sub-scapular skinfold thickness, abdominal diameter index, and waist-hip ratio (WHR). METHOD OF CHOICE: Computed tomography (CT). STATISTIC: Receiver operating characteristic (ROC) curve. RESULTS: The reliability for SAD measurement was very high (Inter-class coefficient = 0.99). Visceral fat as measured by VAF through CT was highly correlated with SAD (women r = 0.80; men r = 0.64, p < 0.001), waist circumference (women r = 0.77; men r = 0.73, p < 0.001), and WHR (women r = 0.72; men r = 0.58, p < 0.001). The ROC curve indicated 19.3 cm and 20.5 cm as the threshold values for abdominal sagittal diameter in women and men (sensitivity 85% and 83%, specificity 77% and 82%, respectively). CONCLUSIONS: There was a high correlation between SAD and VAF. The cut-off values identified for SAD presented a sensitivity and specificity that were considered adequate.

OBJETIVOS: Avaliar a confiabilidade do diâmetro abdominal sagital e a sua validade enquanto preditor de gordura abdominal visceral, assim como identificar os pontos de corte mais apropriados para identificar a área de gordura visceral que é conhecida por representar fator de risco para doença cardiovascular. MÉTODOS: Desenho: Estudo de validação. Amostra: 92 voluntários saudáveis (57 mulheres, 35 homens), idade: 20-83 anos, índice de massa corporal: 19,3 a 35,9 kg/m². Medidas: Diâmetro abdominal sagital (DAS), peso, altura, circunferências (cintura, quadril e coxa), pregas cutâneas tricipital e subescapular, índice diâmetro abdominal e razão cintura-quadril (RCQ). MÉTODO DE ESCOLHA: Tomografia computadorizada (TC). ESTATÍSTICA: Curva ROC (receiver operating characteristic). RESULTADOS: A confiabilidade do DAS foi muito alta (coeficiente inter-classe = 0,99). A área de gordura visceral medida pela TC teve uma alta correlação com o DAS (mulheres r = 0,80, homens r = 0,64, p < 0,001), circunferência da cintura (mulheres r = 0,77, homens r = 0,73, p < 0,001) e com a RCQ (mulheres r = 0,72, homens r = 0,58, p < 0,001). A curva ROC indicou 19,3 cm e 20,5 cm como valores limites para o diâmetro abdominal sagital em mulheres e homens (sensibilidade de 85% e 83%, especificidade de 77% e 82%, respectivamente). CONCLUSÕES: Observou-se alta correlação entre o DAS e a área de gordura abdominal visceral. Os pontos de corte identificados para o DAS apresentaram sensibilidade e especificidade adequadas.
Palavra-chave Sagittal abdominal diameter
Waist-hip ratio
Visceral fat
Waist circumference
Body fat distribution
Diâmetro abdominal sagital
Razão cintura-quadril
Gordura visceral
Circunferência da cintura
Distribuição de gordura corporal
Idioma Inglês
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2007-08-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 51, n. 6, p. 980-986, 2007.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 980-986
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302007000600013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27302007000600013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3857

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27302007000600013.pdf
Tamanho: 506.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta