Uso oral do óleo de linhaça (Linum usitatissimum) no tratamento do olhoseco de pacientesportadores da síndrome de Sjögren

Uso oral do óleo de linhaça (Linum usitatissimum) no tratamento do olhoseco de pacientesportadores da síndrome de Sjögren

Título alternativo Oral flaxseed oil (Linum usitatissimum) in the treatment for dry-eye Sjögren's syndrome patients
Autor Pinheiro Jr., Manuel Neuzimar Google Scholar
Santos, Procópio Miguel dos Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, Regina Cândido Ribeiro dos Autor UNIFESP Google Scholar
Barros, Jeison de Nadai Autor UNIFESP Google Scholar
Passos, Luiz Fernando Google Scholar
Cardoso Neto, José Google Scholar
Instituição Universidade de Brasília
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
UnB Faculdade de Ciências da Saúde
UnB Faculdade de Ciências
Universidade Federal do Amazonas
UFAM Hospital Universitário Getúlio Vargas
Universidade de São Paulo (USP)
UFAM Departamento de Estatística
Resumo PURPOSE: To evaluate if oral flaxseed oil (Linum usitatissimum), which reduces the inflammation in rheumatoid arthritis, may help keratoconjunctivitis sicca's treatment in Sjögren's syndrome patients. METHODS: In a randomized clinical trial, 38 female patients with rheumatoid arthritis or systemic lupus erithematosus associated with keratoconjunctivitis sicca and Sjögren's syndrome were consecutively selected from patients of the Departament of Reumatology of the Amazonas University Hospital. Keratoconjunctivitis sicca diagnosis was based on a dry-eye symptom survey score (Ocular Surface Disease Index - OSDI®), Schirmer-I test, fluorescein break-up time, 1% Rose Bengal staining of ocular surface measured by the van Bijsterveld scale. All patients had ocular surface inflammation evaluated and quantified by conjunctival impression cytology, before and after the study. The subjects were divided into three groups with 13 (Group I), 12 (Group II) and 13 (Group III) patients. Group I received flaxseed oil capsules with a final 1 g/day dosis, Group II flaxseed oil capsules with a final 2 g/day dosis and Group III - controls - placebo, for 180 days. RESULTS: Comparing the results at the beginning and at the end of the treatment, statistically significant changes (p<0.05) in symptoms (OSDI®), ocular surface inflammation quantified by conjunctival impression cytology, Schirmer-I test and fluorescein break-up time occurred in Groups I e II when compared to controls. CONCLUSIONS: Therapy with oral flaxseed oil capsules 1 or 2 g/day reduces ocular surface inflammation and ameliorates the symptoms of keratoconjunctivitis sicca in Sjögren's syndrome patients. Long-term studies are needed to confirm the role of this therapy for keratoconjunctivitis sicca in Sjögren's syndrome.

OBJETIVO: Avaliar se a utilização por via oral do óleo de linhaça (Linum usitatissimum), que diminui a inflamação na artrite reumatóide, pode auxiliar no tratamento da ceratoconjuntivite seca de portadores da síndrome de Sjögren. MÉTODOS: Em estudo clínico randomizado, 38 pacientes do sexo feminino, com diagnóstico de artrite reumatóide ou lúpus eritematoso sistêmico associadas à ceratoconjuntivite seca e síndrome de Sjögren, provenientes do ambulatório de Reumatologia do Hospital Universitário da Universidade Federal do Amazonas, foram consecutivamente selecionadas. O diagnóstico de ceratoconjuntivite seca foi baseado em questionário para olho seco (Ocular Surface Disease Index - OSDI®), Teste I de Schirmer, tempo de quebra do filme lacrimal com fluoresceína e instilação do corante rosa bengala a 1%, com intensidade da impregnação da superfíce ocular quantificada pela escala de van Bijsterveld. Todas as pacientes tiveram a inflamação da superfície conjuntival avaliada e quantificada por interpretação de exame de citologia de impressão conjuntival antes do início e ao final do estudo. As pacientes foram divididas em três grupos: Grupo I (n=13), Grupo II (n=12) e Grupo III (n=13). O Grupo I recebeu cápsulas com dose final de 1 g/dia de óleo de linhaça, o Grupo II recebeu cápsulas com dose final de 2 g/dia de óleo de linhaça e o Grupo III - controle - recebeu cápsulas com placebo, por 180 dias. RESULTADOS: Comparando os resultados no início e no final do tratamento, foram verificadas mudanças estatisticamente significantes (p<0,05) nos sintomas medidos pelo OSDI®, na inflamação da superfície ocular quantificada pela citologia de impressão conjuntival e nos testes I de Schirmer e tempo de quebra do filme lacrimal com fluoresceína nos Grupos I e II, quando comparados ao Grupo-controle. CONCLUSÃO: Terapia oral com óleo de linhaça, em cápsulas na dose de 1 ou 2 g/dia, reduz a inflamação da superfície ocular e melhora os sintomas de olho seco em pacientes portadores da síndrome de Sjögren. Estudos de longo prazo são necessários para confirmar o papel desta terapia como auxiliar no tratamento da ceratoconjuntivite seca de portadores da síndrome de Sjögren.
Palavra-chave Dry eye syndromes
Keratoconjunctivitis sicca
Flaxseed oil
Keratitis
Sjögren's syndrome
Tears
Síndromes do olho seco
Ceratoconjuntivte seca
Óleo de semente do linho
Ceratite
Síndrome de Sjögren
Lágrimas
Idioma Português
Data de publicação 2007-08-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 70, n. 4, p. 649-655, 2007.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 649-655
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492007000400016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492007000400016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3853

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492007000400016.pdf
Tamanho: 615.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta