Comparação dos valores de débito cardíaco obtidos por termodiluição e dopplerfluxometria transesofágica

Comparação dos valores de débito cardíaco obtidos por termodiluição e dopplerfluxometria transesofágica

Título alternativo Comparison between two methods for hemodynamic measurement: thermodilution and oesophageal doppler
Autor Ferreira, Roberto Manara Victorio Autor UNIFESP Google Scholar
Amaral, José Luiz Gomes do Autor UNIFESP Google Scholar
Valiatti, Jorge Luís dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVES: Thermodilution (TD) is the gold standard method for hemodynamic monitoring. Some parameters can be measured by Oesophageal Doppler (OD), which is simpler and less invasive. To evaluate the accuracy of OD, we compared this method with TD in measurement of cardiac output (CO). METHODS: One hundred and ninety two simultaneous measurements were made in 10 patients (5 male and 5 female) with different clinical situations, 8 with sepsis using vasoactive drugs and 2 monitored for laryngectomy and liver transplantation. Measurements were taken during 4 hours at 30 minute intervals. The two oesophageal dopplers used DeltexR and ArrowR, were introduced between 35 and 45 cm from the nose and located at the point of largest diameter of the descending aorta. In TD, we used the pulmonary artery catheter (Swan Ganz BaxterR) and the DX- 2001 monitorR positioning was confirmed with support of radiology and of pressures curves. Measurements of CO carried out by means of TD were achieved using an iced saline solution considering the mean of four measurements with less than a 5% difference. The statistical method used was the Bland-Altman scatter plot and dispersion graphic. RESULTS: No statistically significant difference was found between the two methods for hemodyamic measurement with a correlation coefficient of 0.8 for CO (Deltex DopplerR and Baxter Swan GanzR) and a correlation coefficient of 0.99 for CO (Arrow DopplerR and Baxter Swan GanzR). CONCLUSION: Homodynamic measurements with OD have the same accuracy as those with TD and were easily obtained in the 10 patients.

OBJETIVO: A termodiluição (TD) é padrão de monitorização hemodinâmica. Alguns parâmetros hemodinâmicos podem ser medidos através do Doppler Transesofágico (DTE). Método simples, menos invasivo. Com o objetivo de avaliar a acurácia do DTE foram comparados TD e DTE na determinação de medidas de débito cardíaco (DC). MÉTODOS: Foram determinadas 192 medidas simultâneas, em diferentes situações clínicas em dez pacientes com idade entre 21 85 anos (cinco do gênero masculino e cinco do feminino), oito internados sépticos em uso de drogas vasoativas e dois monitorizados para laringectomia e transplante hepático; todas avaliadas ao longo de quatro horas, em intervalos de 30 minutos. Foram utilizados dois tipos de doppler: o DeltexR, e o ArrowR, introduzidos entre 35 e 45 cm da fossa nasal e localizados no ponto de maior diâmetro da aorta descendente. Na TD, foi utilizado cateter de artéria pulmonar (Swan Ganz BaxterR) e monitor DX-2001R, confirmado o posicionamento radiologicamente e através das curvas pressóricas geradas. As medidas do DC realizadas através da TD foram obtidas com soro fisiológico gelado, sendo considerada a média de quatro medidas não diferentes de 5%. Foi aplicado o método estatístico de Bland e Altman, com utilização de gráfico de regressão linear. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significante entre esses dois métodos de medida hemodinâmica, com coeficiente de correlação de 0,88 para o DC (Doppler DeltexR X Swan Ganz BaxterR) e coeficiente de correlação de 0,99 DC (Doppler Arrow rR X Swan Ganz BaxterR) respectivamente, observando-se correlação. CONCLUSÃO: A medida das variáveis hemodinâmicas ao DTE foi obtida com facilidade nos dez pacientes estudados e revelou ter este dispositivo acurácia compatível à TD.
Palavra-chave Oesophageal echocardiography
Thermodilution
Peripheral vascular resistance
Cardiac output
Cardiac index
Hemodynamic monitoring
Ecocardiografia transesofagiana
Termodiluição
Resistência vascular periférica
Débito cardíaco
Índice cardíaco
Processos hemodinâmicos
Idioma Português
Data de publicação 2007-08-01
Publicado em Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 53, n. 4, p. 349-354, 2007.
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Médica Brasileira
Extensão 349-354
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302007000400022
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-42302007000400022 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3821

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-42302007000400022.pdf
Tamanho: 224.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta