Prevalência de sibilância recorrente em lactentes

Prevalência de sibilância recorrente em lactentes

Título alternativo Prevalence of recurrent wheezing in infants
Autor Chong Neto, Herberto José Google Scholar
Rosario Filho, Nelson Augusto Google Scholar
Solé, Dirceu Autor UNIFESP Google Scholar
Mallol, Javier Google Scholar
Instituição Universidade Federal do Paraná Hospital de Clínicas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de Santiago do Chile
Resumo OBJECTIVE: To identify the prevalence of recurrent wheezing in infants in the city of Curitiba, PR, Brazil. METHODS: A cross-sectional study carried out by means of administering questionnaires to the parents of infants aged 12 to 15 months attending health centers for immunization during the period between August 2005 and December 2006. This is a standardized and validated instrument consisting of questions on demographic characteristics, wheezing, respiratory infections and risk factors. At the time of the study the City Health Department had 107 health centers, 35 of which were selected by lots and distributed homogeneously across the municipal territory. RESULTS: A total of 1,364 infants (45.4%) had episodes of wheezing during their first 12 months of life, with onset at 5.5±3.1 months (mean ± standard deviation), and 678 (22.6%) had had three or more episodes. In 84.6% of the wheezing children treatment was with β2-agonists, with inhaled corticosteroids in 18.5%, oral corticosteroids in 24.3% and leukotriene receptor antagonists were used with 5.4%. The wheezing children exhibited nocturnal symptoms, intense difficulty breathing and visits to emergency services in the proportions of 58.9, 46.2 and 57.6%, respectively; 12.7% were admitted to hospital for asthma and 10.9% had had a medical diagnosis of asthma. Nocturnal symptoms, visits to emergency, severity of symptoms, hospital admissions for asthma and medical diagnoses of asthma were all more common among those who had suffered three or more crises (p < 0.001). CONCLUSIONS: There is an elevated prevalence of wheezing among the infants of Curitiba, with early onset and elevated morbidity. It is possible that these infants represent a large contingent of asthmatics.

OBJETIVO: Verificar a prevalência da sibilância recorrente em lactentes na cidade de Curitiba (PR). MÉTODOS: Estudo transversal pela aplicação de questionários aos pais de lactentes, idade entre 12 e 15 meses, que procuraram unidades de saúde para imunização no período entre agosto de 2005 e dezembro de 2006. Este instrumento padronizado e validado consiste de perguntas sobre características demográficas, sibilância, infecções respiratórias e fatores de risco. Durante o período de estudo, a Secretaria Municipal de Saúde possuía 107 unidades de saúde, das quais 35 foram selecionadas por sorteio e distribuídas homogeneamente no território municipal. RESULTADOS: Um total de 1.364 lactentes (45,4%) apresentou um ou mais episódios de sibilância nos primeiros 12 meses de vida, com início aos 5,5±3,1 meses (média ± desvio padrão), e 678 (22,6%) tiveram três ou mais episódios. Utilizaram β2-agonistas, corticóides inalatórios, corticóides orais e antagonistas do receptor de leucotrienos 84,6, 18,5, 24,3 e 5,4% dos sibilantes, respectivamente. Sintomas noturnos, dificuldade intensa para respirar e visitas a emergência estiveram presente em 58,9, 46,2 e 57,6% dos lactentes que sibilaram; destes, 12,7% foram hospitalizados por asma e 10,9% tiveram diagnóstico médico de asma. Sintomas noturnos, visitas à emergência, gravidade dos sintomas, hospitalização por asma e diagnóstico médico de asma foram mais freqüentes entre os que apresentaram três ou mais crises (p < 0,001). CONCLUSÃO: A prevalência de lactentes sibilantes em Curitiba é elevada, com início precoce e alta morbidade. Possivelmente, esses lactentes representam um contingente expressivo de asmáticos.
Palavra-chave Epidemiology
infants
wheezing
asthma
treatment
Epidemiologia
lactentes
sibilância
asma
tratamento
Idioma Português
Data de publicação 2007-08-01
Publicado em Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 83, n. 4, p. 357-362, 2007.
ISSN 0021-7557 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Pediatria
Extensão 357-362
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572007000500012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000254506500012
SciELO S0021-75572007000500012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3817

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0021-75572007000500012.pdf
Tamanho: 539.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta