Avaliação da eficácia da pomada de própolis em portadores de feridas crônicas

Avaliação da eficácia da pomada de própolis em portadores de feridas crônicas

Título alternativo The effect of propolis cream in healing chronic ulcers
Evaluación de la eficacia de la pomada de própolis en portadores de heridas crónicas
Autor Santos, Marinaldo José dos Google Scholar
Vianna, Lucila Amaral Carneiro Autor UNIFESP Google Scholar
Gamba, Mônica Antar Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Centro Universitário de Maringá
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To evaluate the effect of propolis cream in healing chronic. METHODS: This descriptive study used a sample of 20 subjects from a Basic Unit of Health of Maringá City, Paraná, Brazil, who had chronic wounds. Wound healing was measured through progress notes of wound length, width, and depth. Data were analyzed with Pearson's correlation to determine the degree and strength of the relationship between propolis cream treatment and wound healing. RESULTS: The progress notes of 22 chronic ulcers showed that the probability of wound healing was 18.7 weeks. Regarding the study period of 13,1 weeks, the majority of ulcers (74.1%) of ulcers healed completely. Regarding wound etiology, vascular ulcers (35%) healed in 7 patients. And, pressure ulcers (10%) healed in patients. CONCLUSION: The use of propolis cream, which is widely accessible and inexpensive, was effective in healing chronic wounds.

OBJETIVO: Evaluar la evolución de úlceras cronicas utilizando terapéutica tópica con pomada de própolis. MÉTODOS: Se trata de un estudio descriptivo en el cual fueron identificadas veinte personas con heridas crónicas encaminhadas por las Unidades Básicas de Salud del Municipio de Maringá, Paraná- Brasil. El análisis se basó en la evaluación y en el tiempo de cicatrización de las heridas, realizada por medio del cálculo del Coeficiente de Correlación de Pearson para verificar la relación entre las medias horizontales, verticales y de profundidad, o sea, la evolución del proceso de cicatrización. RESULTADOS: El acompañamiento de 22 úlceras crónicas permitió observar, a través del análisis estadístico, que la probabilidad de cicatrización de todas las lesiones fue de 13,1 semanas. Considerando un seguimiento de 20 semanas el 74,1% de las úlceras lograron la cicatrización antes de ese período. En cuanto a la etiología, las úlceras venosas cicatrizaron en 35% (7) de los pacientes, contraponiéndose a las úlceras de presión cuya cicatrización sucedió en apenas el 10,0% (2) de los pacientes. CONCLUSIÓN: Se concluye, que la utilización de pomada de própolis, de fácil acceso y bajo costo, fue sido eficiente en la cicatrización de heridas.

OBJETIVO: Avaliar a evolução de úlceras crônicas utilizando a terapêutica tópica com a própolis. MÉTODOS: Trata-se de um estudo descritivo onde foram identificadas vinte pessoas com feridas crônicas encaminhadas pelas Unidades Básicas de Saúde do Município de Maringá, Paraná. A análise baseou-se na avaliação e no tempo de cicatrização das feridas, realizada por meio do cálculo do Coeficiente de Correlação de Pearson para verificar a relação entre as medidas médias horizontais, verticais e de profundidades, a evolução do processo cicatricial. RESULTADOS: O acompanhamento de 22 úlceras crônicas permitiu observar por meio da análise estatística que a chance de cicatrização de todas as lesões foi de 13,1 semanas. Considerando um seguimento de 20 semanas 74,1% das úlceras lograram cicatrização antes desse período. Quanto à etiologia, as úlceras venosas cicatrizaram em 35% (7) dos pacientes, contrapondo-se às úlceras de pressão cuja cicatrização ocorreu em apenas 10,0% (2) dos pacientes. CONCLUSÃO: Concluiu-se, que a utilização da forma farmacêutica pomada de própolis, de fácil acesso e de baixo custo, foi eficiente na cicatrização de feridas.
Palavra-chave Wound healing
Propolis
Bandages
Cicatrização de feridas
Própolis
Bandajens
Idioma Português
Data de publicação 2007-06-01
Publicado em Acta Paulista de Enfermagem. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), v. 20, n. 2, p. 199-204, 2007.
ISSN 0103-2100 (Sherpa/Romeo)
Publicador Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 199-204
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002007000200014
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-21002007000200014 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3766

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-21002007000200014.pdf
Tamanho: 219.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta