Ingestão de cálcio e indicadores antropométricos entre adolescentes

Ingestão de cálcio e indicadores antropométricos entre adolescentes

Título alternativo Calcium intake and anthropometric indicators in adolescents
Autor Santos, Luana Caroline dos Google Scholar
Martini, Lígia Araújo Google Scholar
Freitas, Sílvia Nascimento de Google Scholar
Cintra, Isa de Pádua Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Nutrição Departamento de Nutrição Clínica e Social
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: This study was undertaken to determine the relationship between calcium intake and anthropometric indicators in adolescents. METHODS: Students (n=507) from two public and one private schools of Ouro Preto, Minas Gerais, were assessed by means of a questionnaire on socioeconomic conditions, sexual maturity, anthropometry, body composition and food intake. RESULTS: The mean calcium intake was 703.7 (396.0) mg/day and the school with the highest socioeconomic level presented the highest mean intake. Only 8% of the adolescents presented an intake above the recommended intake. Body mass index was inversely associated with calcium (r=-0.203, p=0.001) in the school of intermediate socioeconomic level and also in adolescents with dietary calcium intake between 400 and 800 mg/day (r=-0.134, p=0.044). CONCLUSION: These results showed that calcium intake was insufficient among the adolescents of Ouro Preto, indicating the need to stimulate the consumption of calcium-rich foods in this population.

OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo investigar a relação da ingestão de cálcio com indicadores antropométricos de adolescentes. MÉTODOS: Foram avaliados 507 alunos de duas escolas públicas e uma particular de Ouro Preto, Minas Gerais, por meio de questionário sobre condições socioeconômicas, avaliação da maturação sexual, antropometria, composição corporal e consumo alimentar. RESULTADOS: A ingestão média de cálcio foi 703,7 (396,0) mg/dia, sendo a maior ingestão verificada na escola de maior nível socioeconômico. Apenas 8% dos adolescentes apresentavam ingestão superior à ingestão adequada. Houve associação negativa do cálcio, ajustado para o índice de massa corporal (r=-0,203, p=0,001), na escola de médio nível socioeconômico e nos adolescentes com ingestão desse mineral entre 400 e 800mg/dia (r=-0,134, p=0,044). CONCLUSÃO: Verificou-se ingestão insuficiente de cálcio entre os adolescentes de Ouro Preto, evidenciando a necessidade de estimular o consumo de alimentos fontes desse mineral nesta população.
Palavra-chave adolescent
anthropometry
calcium
students
adolescente
antropometria
cálcio
estudantes
Idioma Português
Data de publicação 2007-06-01
Publicado em SANTOS, Luana Caroline dos; MARTINI, Lígia Araújo; FREITAS, Sílvia Nascimento de e CINTRA, Isa de Pádua. Ingestão de cálcio e indicadores antropométricos entre adolescentes. Rev. Nutr. [online]. 2007, vol.20, n.3, pp.275-283
ISSN 1415-5273 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Extensão 275-283
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732007000300006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000254536300006
SciELO S1415-52732007000300006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3765

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1415-52732007000300006.pdf
Tamanho: 121.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta