Estudo da audição de crianças de gestantes expostas ao ruído ocupacional: avaliação por emissões otoacústicas - produto de distorção

Estudo da audição de crianças de gestantes expostas ao ruído ocupacional: avaliação por emissões otoacústicas - produto de distorção

Título alternativo Study of the hearing in children born from pregnant women exposed to occupational noise: assessment by distortion product otoacoustic emissions
Autor Rocha, Eduardo Bezerra Autor UNIFESP Google Scholar
Azevedo, Marisa Frasson de Autor UNIFESP Google Scholar
Ximenes Filho, João Aragão Google Scholar
Instituição SBORL
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
UNIFOR
Universidade de São Paulo (USP)
UFC FM
Resumo AIM: To detect early on a probable hearing loss in children of women exposed to occupational noise during their pregnancy and to verify if there is any difference between the children from those women exposed to occupational noise during their pregnancy and the ones from mothers that do not work under the same conditions. METHODS: Children from women exposed to occupational noise during their pregnancy and children from women who were not exposed were evaluated through distortion product otoacoustic emissions, using the GSI 60 DPOEA SYSTEM equipment and the frequency-ratio F2/F1 equal to 1.2 and the geometric average of 2F1-F2. The intensity of the primary frequencies were kept steady with values of L1=65dBSPL and L2=55dBSPL for F1 and F2, respectively. Student T test in paired samples and independent samples were used. RESULTS: There were no differences in the response amplitude of distortion product otoacoustic emissions between the control and the study groups. There was no statistically difference between male and female children in response amplitude for the two groups aforementioned; and there were no differences between right and left ears from each group. CONCLUSION: We did not observe hearing impairment in children whose mothers were exposed to occupational noise during pregnancy when compared to the children from mothers who were not. There was no difference between the right and left ears, nor between male and female children in each group.

OBJETIVO: Detectar precocemente uma possível perda auditiva em crianças de mulheres expostas ao ruído ocupacional durante o período de gestação e verificar se há diferença nos resultados das amplitudes de resposta das emissões otoacústicas - produto de distorção - entre as crianças de mães expostas ao ruído ocupacional e as crianças de mães não-expostas ao ruído ocupacional. MÉTODOS: Crianças de mulheres expostas ao ruído ocupacional durante a gestação e crianças de mulheres não-expostas foram avaliadas através das emissões otoacústicas - produto de distorção -, usando o equipamento GSI 60 DPOEA SYSTEM e empregando a razão de F2/F1 igual a 1,2 e a média geométrica de 2F1-F2. As intensidades das freqüências primárias mantiveram-se fixas, com valores de L1=65 dBNPS e L2=55 dBNPS para F1 e F2, respectivamente. Utilizou-se o teste t-Student em amostras emparelhadas e amostras independentes e o teste não-paramétrico de Wilcoxon. RESULTADOS: Não houve diferença nos valores das medidas das médias das amplitudes de resposta do produto de distorção entre os grupos controle e estudo. Também não houve diferença estatisticamente significante entre os sexos masculino e feminino nas amplitudes de respostas para os grupos controle e estudo, nem entre as orelhas direita e esquerda de cada grupo. CONCLUSÃO: Não foi observado prejuízo auditivo nas crianças de mães expostas ao ruído ocupacional durante a gestação em comparação as crianças de mães não-expostas. Não houve diferença entre as orelhas direita e esquerda e entre os sexos masculino e feminino de cada grupo.
Palavra-chave hearing
occupational
control
noise
audição
perda auditiva provocada por ruído
ruído ocupacional
controle
Idioma Português
Data de publicação 2007-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 73, n. 3, p. 359-369, 2007.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 359-369
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992007000300011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992007000300011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3758

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992007000300011.pdf
Tamanho: 156.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta