Atenção seletiva: PSI em crianças com distúrbio de aprendizagem

Atenção seletiva: PSI em crianças com distúrbio de aprendizagem

Título alternativo Selective attention: psi performance in children with learning disabilities
Autor Garcia, Vera Lúcia Google Scholar
Pereira, Liliane Desgualdo Autor UNIFESP Google Scholar
Fukuda, Yotaka Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Selective attention is essential for learning how to write and read. AIM: The objective of this study was to examine the process of selective auditory attention in children with learning disabilities. MATERIAL AND METHOD: Group I included forty subjects aged between 9 years and six months and 10 years and eleven months, who had a low risk of altered hearing, language and learning development. Group II included 20 subjects aged between 9 years and five months and 11 years and ten months, who presented learning disabilities. A prospective study was done using the Pediatric Speech Intelligibility Test (PSI). RESULT: Right ear PSI with an ipsilateral competing message at speech/noise ratios of 0 and -10 was sufficient to differentiate Group I and Group II. Special attention should be given to the performance of Group II on the first tested ear, which may substantiate important signs of improvements in performance and rehabilitation. CONCLUSION: The PSI - MCI of the right ear at speech/noise ratios of 0 and -10 was appropriate to differentiate Groups I and II. There was an association with the group that presented learning disabilities: this group showed problems in selective attention.

A atenção seletiva é importante para o aprendizado da leitura e escrita. OBJETIVO: Estudar os processos de atenção seletiva de crianças com e sem distúrbio de aprendizagem. MATERIAL E MÉTODO: O Grupo I foi constituído de quarenta indivíduos com idades entre nove anos e seis meses a dez anos e 11 meses, que apresentavam baixo risco para alteração no desenvolvimento das habilidades auditivas, linguagem e aprendizagem. O Grupo II foi constituído de 20 indivíduos com idades entre nove anos e cinco meses a 11 anos e dez meses, diagnosticados como portadores de distúrbio de aprendizagem. Foi realizado estudo prospectivo através do Teste Pediátrico de Inteligibilidade de Fala (PSI). RESULTADO: O teste PSI com mensagem competitiva ipsilateral, à orelha direita, na relação fala/ruído 0 e -10 foi apropriado para diferenciar o Grupo I e o Grupo II de forma estatisticamente significante. Atenção ao desempenho do Grupo II na performance da primeira orelha testada deve ser dada, por subsidiar características importantes de desempenho e reabilitação. CONCLUSÃO: O PSI foi adequado para diferenciar os grupos, havendo uma associação com o grupo com distúrbio de aprendizagem, que revelou alteração nos processos de atenção seletiva.
Palavra-chave learning
hearing
child
dyslexia
aprendizagem
audição
criança
distúrbio
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2007-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 73, n. 3, p. 404-411, 2007.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 404-411
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992007000300017
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992007000300017 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3729

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992007000300017.pdf
Tamanho: 197.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta