Diagnóstico de conjuntivite adenoviral pelo RPS Adenodetector®

Diagnóstico de conjuntivite adenoviral pelo RPS Adenodetector®

Título alternativo Adenovirus conjunctivitis diagnosis using RPS Adenodetector®
Autor Barbosa Junior, José Bonifácio Autor UNIFESP Google Scholar
Regatieri, Caio Vinicius Saito Autor UNIFESP Google Scholar
Paiva, Terezinha Maria de Google Scholar
Benega, Margareth Aparecida Google Scholar
Ishida, Maria Akiko Google Scholar
Corrêa, Kátia Oliveira Google Scholar
Freitas, Denise de Autor UNIFESP Google Scholar
Belfort, Rubens Junior Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Secretaria do Estado da Saúde Instituto Adolfo Lutz
Resumo PURPOSE: To evaluate the RPS Adenodetector®, a rapid immunochromatographic test, in the diagnosis of patients with clinical overt adenoviral conjunctivitis. METHODS: Consecutive case series. Patients underwent conjunctiva scraping for RPS Adenodetector® test and culture to identify adenovirus. RESULTS: A total of 11 patients were studied, and 10 had unilateral disease. Five (45.5%) had symptoms for 2 days, 5 for three days, and 1 for 7 days. Adenovirus culture was positive in 8 patients (73%) and RPS Adenodetector® was positive in 9 (82%) patients. Eight patients had adenovirus identification by both methods. In one patient the RPS Adenodetector® was positive in contrast to a negative culture. The two patients revealing negative RPS Adenodetector® results also had negative cultures. The sensitivity was 100% and the specificity was 67%. CONCLUSION: The RPS Adenodetector® is a useful tool in the rapid diagnosis of adenovirus conjunctivitis and may contribute to the spread control of this highly contagious disease.

OBJETIVO: Avaliar a utilização do RPS Adenodetector®, como método diagnóstico de pacientes com quadro clínico de conjuntivite adenoviral. MÉTODOS: Análise de série de casos consecutivos de pacientes com diagnóstico clínico de ceratoconjuntivite adenoviral submetidos comparativamente ao teste RPS Adenodetector® e a raspado conjuntival para cultura de vírus. RESULTADOS: Dos 11 pacientes avaliados, 10 pacientes apresentavam acometimento unilateral. Em relação ao tempo de início dos sintomas no momento da colheita, 5 (45,5%) pacientes apresentavam dois dias de história, 5 (45,5%) apresentavam três dias e 1 (9,1%) apresentava 7 dias. A cultura para adenovírus foi positiva em 8 pacientes (73%) e o RPS Adenodetector® foi positivo em 9 pacientes (82%). Oito pacientes apresentaram o teste rápido e cultura positiva. Um paciente apresentou teste RPS Adenodetector® positivo com cultura negativa. Os dois pacientes com teste RPS Adenodetector® negativo apresentaram cultura negativa. O RPS Adenodetector® mostrou sensibilidade de 100% e especificidade de 67% adotando-se a cultura de vírus como exame padrão-ouro para o diagnóstico de conjuntivite adenoviral. CONCLUSÃO: O RPS Adenodetector® foi útil para o diagnóstico de conjuntivite adenoviral e pode auxiliar na orientação do paciente quanto ao contágio e disseminação da doença.
Palavra-chave Conjunctivitis, viral
Adenoviridae infections
Chromatography
Virus cultivation
Conjuntivite viral
Infecções por adenoviridae
Cromatografia
Cultura de vírus
Idioma Português
Data de publicação 2007-06-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 70, n. 3, p. 441-444, 2007.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 441-444
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492007000300010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492007000300010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3706

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492007000300010.pdf
Tamanho: 331.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta