Fractures of the distal radius (Colles' fracture)

Fractures of the distal radius (Colles' fracture)

Título alternativo Fraturas do rádio distal (Fratura de Colles)
Autor Belloti, Joao Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, João Baptista Gomes dos Autor UNIFESP Google Scholar
Atallah, Álvaro Nagib Autor UNIFESP Google Scholar
Albertoni, Walter Manna Autor UNIFESP Google Scholar
Faloppa, Flávio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo CONTEXT AND OBJECTIVE: Although Colles' fracture is a common clinical situation for the orthopedist, we did not find any information in the literature that would allow safe decision-making on the best treatment for each fracture type. The aim of the present study was to investigate Brazilian orthopedists' opinions regarding the main aspects of treatments for Colles' fracture. DESIGN AND SETTING: Cross-sectional study conducted during the 34th Brazilian Congress of Orthopedics and Traumatology. METHODS: Five hundred questionnaires containing 12 items were randomly distributed to orthopedists who were attending the congress; 439 were filled out correctly and were considered in this study. RESULTS: The main factors in making decisions on interventions in fracture cases were whether the fracture was intra-articular, the existence of shortening of the distal radius and the patient's age. The classification method most used was Frykmann. The closed reduction method most used was manual reduction. The principal surgical interventions were percutaneous pinning (39%), external fixation (27%) and volar plate (19%). Most of the interviewees only used bone grafts for osseous gaps in special cases. The most frequent complications were impairment of joint mobility and residual pain. CONCLUSIONS: Brazilian orthopedists have concordant opinions regarding conservative treatment methods and the use of bone grafts. There were conflicting opinions regarding surgical treatment methods, classification types and complications.

CONTEXTO E OBJETIVO: Embora as fraturas de Colles sejam uma situação clínica comum para os ortopedistas, não encontramos na literatura elementos que permitam decidir com segurança sobre a melhor forma de tratamento para cada tipo dessas fraturas. O objetivo deste estudo foi verificar a conduta dos ortopedistas brasileiros quanto aos principais aspectos do tratamento das fraturas de Colles. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal, realizado durante o 34º Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia, São Paulo (SP). MÉTODOS: 500 questionários, com 12 itens foram distribuídos aleatoriamente aos congressistas, sendo que 439 foram corretamente preenchidos e considerados no estudo. RESULTADOS: Os principais fatores para a decisão e opção da forma de tratamento foram o grau de acometimento articular, o encurtamento do rádio e a idade. O método de classificação das fraturas do rádio distal mais utilizada é o de Frikmann. Como métodos cirúrgicos, 39% dos entrevistados utilizam uma das três técnicas de pinagem percutânea, 27% utilizam o fixador externo e 19% utilizam osteossíntese com placa volar. Quanto à utilização de enxerto ósseo, a maioria dos entrevistados somente o utiliza em casos especiais. As complicações mais freqüentes foram a restrição do arco de movimento e a dor residual. CONCLUSÃO: A conduta do ortopedista brasileiro é concordante quanto à forma de tratamento conservador e à utilização de enxerto ósseo. Há conflito de opiniões quanto ao método de classificação das fraturas; aos métodos de tratamento cirúrgico e às complicações.
Palavra-chave Radius fractures
Epidemiology
Colles' fracture
Questionnaires
Prospective studies
Fraturas do rádio
Epidemiologia
Fratura de Colles
Questionários
Estudos prospectivos
Idioma Inglês
Data de publicação 2007-05-01
Publicado em BELLOTI, João Carlos et al . Fractures of the distal radius (Colles' fracture). Sao Paulo Med. J., São Paulo , v. 125, n. 3, p. 132-138, maio 2007
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 132-138
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802007000300002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000258507100002
SciELO S1516-31802007000300002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3679

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31802007000300002.pdf
Tamanho: 347.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta