Prevalência de maus-tratos na terceira idade: revisão sistemática

Prevalência de maus-tratos na terceira idade: revisão sistemática

Título alternativo Prevalence of elder abuse: a systematic review
Autor Espíndola, Cybele Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Blay, Sergio Luis Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To identify prevalence studies of abuse among elderly and assess their quality. METHODS: A systematic literature review was performed through PubMed, LILACS, Embase, ISI, and PsycInfo, for the period between 1988 and 2005. Population-based studies were included and studies without clear methodological definition and with clinical and service samples were excluded. RESULTS: There were found 440 articles, but only 11 of them were selected. Most were cross-sectional designs and only two were longitudinal studies. These studies were conducted in various countries worldwide, mostly in US and Europe. They varied widely in terms of abuse definition. Prevalence of physical abuse ranged from 1.2% (Holland) to 18% (Finland). CONCLUSIONS: There is a considerable prevalence variation between sites. The most influential variables on prevalence seem to be culture-related. As the number of elderly is increasing worldwide, there is a need for studies to better understand this phenomenon.

OBJETIVO: Identificar estudos sobre prevalência de abuso na terceira idade e analisar a qualidade dos estudos. MÉTODOS: Revisão sistemática estudos de base populacional em bases de dados eletrônicos (PubMed, LILACS, Embase, ISI, PsycInfo), referente aos anos de 1988 a 2005. Foram incluídos os estudos de base populacional e excluídos os estudos sem definição metodológica delineada e estudos realizados em clientela de serviços especializados. RESULTADOS: Foram encontrados 440 artigos, mas apenas 11 artigos foram selecionados. A maioria dos artigos foi de corte transversal, apenas dois apresentaram desenho longitudinal. Os estudos foram conduzidos em diversas regiões do mundo, sobretudo dos Estados Unidos e da Europa. Observou-se variação nas definições de abuso. Os estudos de prevalência encontraram coeficientes de abuso físico entre 1,2% (Holanda) e 18% (Finlândia). CONCLUSÕES: Existe substancial variação de prevalência entre os países, parecendo haver uma variável cultural importante. Como o número de idosos é crescente no mundo, são necessários mais estudos de base populacional representativos dessa faixa etária para melhor compreensão do fenômeno.
Palavra-chave Elder abuse
Domestic violence
Epidemiologic studies
Review literature
Maus-tratos ao idoso
Violência doméstica
Estudos epidemiológicos
Literatura de revisão
Idioma Português
Data de publicação 2007-04-01
Publicado em Revista de Saúde Pública. Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, v. 41, n. 2, p. 301-306, 2007.
ISSN 0034-8910 (Sherpa/Romeo)
Publicador Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Extensão 301-306
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102007000200020
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-89102007000200020 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3639

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-89102007000200020.pdf
Tamanho: 313.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta