A imagem do psiquiatra em filmes ganhadores do Prêmio da Academia entre 1991 e 2001

A imagem do psiquiatra em filmes ganhadores do Prêmio da Academia entre 1991 e 2001

Título alternativo The image of psychiatrist in Academy Award winning films from 1991 to 2001
Autor Dubugras, Maria Thereza Bonilha Autor UNIFESP Google Scholar
Mari, Jair de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, José Francisco Fernandes Quirino dos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo OBJECTIVES: This study aims at describing characters portraying psychiatrists in Academy Award winning films from 1991 to 2001, and determining whether these plots disseminate negative messages or idealized portrayal of practitioners, like some previous movie productions. METHOD: Dramatic characterization analysis was performed. Movies produced before 1991 with similar characters and dramatic situations were identified to compare themes and messages concerning psychiatry. RESULTS: Nine films were selected, 17 characters were analyzed. The Silence of the Lambs associates psychiatry and madness, brightness and madness, analysis and cannibalism. According to The Madness of King George, Good Will Hunting and Girl, Interrupted, the ideal professional has modern ideas, background similar to his/her patient, informal posture and demonstrates emotion. Shakespeare in Love suggests the association between psychiatry and magic. As Good as it Gets presents a positive representation of psychiatric medication. Shine and Beautiful Mind stress the importance of family in patient's recovery. Blue Sky has a negative portrayal of psychiatry. CONCLUSIONS: These plots recognize the value of psychiatry, but present a battle between traditional and unorthodox approach, formal and informal professionals. They propose that a psychiatrist should be someone out of the box and exceptionally talented to be able to understand and treat another human being. The criticisms and negative images about psychiatry presented in the plots may be a consequence of a deep rooted stigma against professionals and patients dealing with mental disorders.

OBJETIVOS: Os objetivos do estudo são descrever os personagens de psiquiatras existentes em filmes vencedores de um ou mais Prêmios da Academia, entre 1991 e 2001, bem como, verificar se esses filmes transmitem mensagens negativas sobre a psiquiatria ou se apresentam retratos idealizados de profissionais, como algumas produções cinematográficas anteriores ao período estudado. MÉTODO: Foi realizada a análise de caracterização dramática dos personagens. Foram identificados os temas e as mensagens relacionados à psiquiatria presentes nas tramas para comparação com produções anteriores a 1991. RESULTADOS: Nove filmes foram selecionados e analisados 17 personagens. O Silêncio dos Inocentes associa psiquiatria e loucura, genialidade e doença mental, análise e canibalismo. De acordo com As Loucuras do Rei George, Gênio Indomável e Garota, Interrompida, o psiquiatra ideal tem idéias modernas, histórico semelhante ao do paciente, postura informal e demonstra emoção. Shakespeare Apaixonado associa a psiquiatria à magia. Melhor é Impossível apresenta uma representação positiva da medicação psiquiátrica. Shine - Brilhante e Mente Brilhante destacam a importância da família para a recuperação do paciente. Em Céu Azul, a psiquiatria é usada para a interdição de uma pessoa por motivos políticos. CONCLUSÕES: Os filmes estudados não contestam a validade da psiquiatria, mas apresentam uma batalha entre a abordagem tradicional e uma não tradicional, advogando que um psiquiatra deve ser alguém fora dos padrões e excepcionalmente talentoso para ser capaz de entender e tratar uma pessoa. As críticas e as imagens negativas apresentadas nessas tramas podem ser um reflexo do profundo estigma existente na sociedade em relação aos profissionais de saúde mental e pacientes.
Palavra-chave Psychiatry
mass media
motion pictures
health communication
Psiquiatria
meios de comunicação de massa
cinema
comunicação em saúde
Idioma Português
Data de publicação 2007-04-01
Publicado em Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul. Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul, v. 29, n. 1, p. 100-109, 2007.
ISSN 0101-8108 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul
Extensão 100-109
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81082007000100018
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-81082007000100018 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3638

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-81082007000100018.pdf
Tamanho: 1.454MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta