Efeito do metilfenidato no processamento auditivo em crianças e adolescentes com transtorno do deficit de atenção/hiperatividade

Efeito do metilfenidato no processamento auditivo em crianças e adolescentes com transtorno do deficit de atenção/hiperatividade

Título alternativo Effects of methylphenidate in auditory processing evaluation of children and adolescents with attention deficit hyperactivity disorder
Autor Cavadas, Marcia Autor UNIFESP Google Scholar
Pereira, Liliane Desgualdo Autor UNIFESP Google Scholar
Mattos, Paulo Google Scholar
Instituição UFRJ Faculdade de Medicina
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To compare the performance of a group of children and adolescents diagnosed with attention deficit hyperactivity disorder (ADHD) pre and post-methylphenidate use in a behavioral auditory processing test battery (AP). METHOD: Twenty-nine subjects, male and female, ranging from 7 to 15 years old have undergone different behavioral auditory processing tests. A control group composed of 29 subjects with and without learning disabilities was also evaluated. RESULTS: The group with ADHD had a performance similar to the control group without learning disabilities which improved after medication. The group with learning disabilities and without ADHD had the worst performance in tests while the group without learning disabilities and without ADHD exhibited the best ones. CONCLUSION: The AP battery was unable to distinguish ADHD patients from paired controls; the use of methylphenidate improved the performance on AP tests of ADHD group in the post-medication evaluation.

OBJETIVO: Comparar o desempenho em teste de avaliação do processamento auditivo (PA) num grupo de crianças e adolescentes com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) pré e pós-metilfenidato. MÉTODO: Foram aplicados testes comportamentais padronizados de avaliação do PA em 29 indivíduos com TDAH na faixa etária de 7 a 15 anos, de ambos os sexos. Utilizou-se um grupo de comparação de 29 indivíduos sem déficit de atenção, com e sem transtornos de aprendizado. RESULTADOS: O grupo com TDAH apresentou desempenho nos testes de PA semelhante ao grupo controle sem transtornos do aprendizado sendo seus resultados ainda melhores na ocasião pós-medicação. O grupo sem déficit de atenção e com problemas de aprendizagem apresentou o pior desempenho nos testes de PA e o grupo sem déficit de atenção e sem problemas de aprendizagem foi o que apresentou o melhor desempenho. CONCLUSÃO: O teste de PA não permitiu diferenciar portadores de TDAH de controles pareados; o metilfenidato se associou a melhora do desempenho nos testes de PA nos portadores de TDAH.
Palavra-chave auditory perception attention
attention-deficit disorder
ADHD
percepção auditiva
atenção
transtorno do déficit de atenção
TDAH
Idioma Português
Data de publicação 2007-03-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 65, n. 1, p. 138-143, 2007.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 138-143
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2007000100028
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2007000100028 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3578

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2007000100028.pdf
Tamanho: 73.89KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta