Prevalência de hipertensão arterial sistêmica na cidade de Formiga, MG

Prevalência de hipertensão arterial sistêmica na cidade de Formiga, MG

Título alternativo Hypertension prevalence in the city of Formiga, MG, Brazil
Autor Castro, Roberta Avelar Araújo de Autor UNIFESP Google Scholar
Moncau, José Eduardo Cajado Autor UNIFESP Google Scholar
Marcopito, Luiz Francisco Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVES: To estimate hypertension prevalence and identify associated socioeconomic, demographic, and anthropometric variables. METHODS: A cross-sectional study with probability sampling. Target population: people > 18 years of age living in the urban area of Formiga, Minas Gerais state, and registered with the Family Health Program (Programa Saúde da Família - PSF), which covers 94% of the population. Two hundred and eighty-five subjects (131 men and 154 women) were enrolled in the study. Criteria for the diagnosis of hypertension were the following: systolic blood pressure > 140 mmHg and/or diastolic blood pressure > 90 mmHg, or current use of antihypertensive medication. A standard questionnaire was used to collect socioeconomic and demographic data, as well as information on alcohol consumption, smoking, and physical activity level. RESULTS: Overall prevalence of hypertension in the target population was estimated at 32.7% (95% CI): 28.2-37.2), 31.7% in men and 33.6% in women. Among subjects with prescribed antihypertensive drugs, 66% reported taking their medication regularly. Hypertension prevalence increased steadily with increasing age (OR = 1.07; 95% CI: 1.05-1.10) and was positively associated with waist circumference (OR = 3.05; 95% CI: 1.49-6.22) and negatively associated with the level of physical activity (OR = 0.45; 95% CI: 0.25-0.82). CONCLUSION: Hypertension prevalence was very high in the adult population registered with the PSF in Formiga, representing a major public health problem. Intervention programs that boost physical activity, promote compliance with drug treatment, and focus on hypertensive subjects unaware of their condition are needed.

OBJETIVOS: Estimar a prevalência de hipertensão arterial sistêmica (HAS) e identificar variáveis socioeconômicas, demográficas e antropométricas associadas. MÉTODOS: Estudo transversal com amostragem probabilística. População-alvo: pessoas com idade > 18 anos residentes na região urbana do município de Formiga, Minas Gerais, e cadastradas no Programa Saúde da Família (PSF), que tem cobertura de 94% da população total do município. Participaram do estudo 285 indivíduos (131 homens e 154 mulheres). Critério para diagnóstico de HAS: pressão arterial sistólica > 140 mmHg e/ou pressão arterial diastólica > 90 mmHg, ou uso de medicação anti-hipertensiva. Utilizou-se questionário padronizado, afim de obter informações socioeconômicas e demográficas, consumo de álcool, tabagismo e nível de atividades física. RESULTADOS: A estimativa da prevalência total de HAS na população-alvo foi de 32,7% (IC 95%: 28,2-37,2). Entre os homens foi de 31,7% e, entre as mulheres, 33,6%. Dentre os hipertensos com prescrição de anti-hipertensivos, 66,7% declararam fazer uso regular da medicação. A prevalência de HAS aumentou continuamente com a idade (OR = 1,07; IC 95%: 1,05-1,10) e esteve positivamente associada com a medida da circunferência da cintura (OR = 3,05; IC 95%: 1,49-6,22) e negativamente associada com o nível de atividade física (OR = 0,45; IC 95%: 0,25-0,82). CONCLUSÃO: A prevalência de HAS na população adulta e cadastrada no PSF, foi muito elevada em Formiga, representando um grave problema de saúde pública. É preciso que os programas de intervenção promovam a prática de atividades físicas, considerem a adesão ao tratamento medicamentoso e os hipertensos que desconhecem sua condição.
Palavra-chave Hypertension
prevalence
Hipertensão
prevalência
Idioma Português
Data de publicação 2007-03-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 88, n. 3, p. 334-339, 2007.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 334-339
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2007000300013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000254278000013
SciELO S0066-782X2007000300013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3577

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0066-782X2007000300013-en.pdf
Tamanho: 150.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0066-782X2007000300013-pt.pdf
Tamanho: 162.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta