Tempo de ventilação mecânica e desenvolvimento de displasia broncopulmonar

Tempo de ventilação mecânica e desenvolvimento de displasia broncopulmonar

Título alternativo Duration of mechanical ventilation and development of bronchopulmonary dysplasia
Autor Gonzaga, Ana Damaris Autor UNIFESP Google Scholar
Figueira, Bettina Barbosa Duque Autor UNIFESP Google Scholar
Sousa, José Marconi Almeida de Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Werther Brunow de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: Verify the association between duration of mechanical ventilation and development of bronchopulmonary dysplasia in neonates weighting at birth less than 1500g. METHODS: Retrospective study conducted with neonates weighting less than 1500g at birth submitted to mechanical ventilation. Neonates presenting major birth defects, transferred to other services or died before the 28th day of life were excluded from the study. Three groups were analyzed according to duration of mechanical ventilation: 1 to 7 days, 8 to 14 days and more than 15 days. The chance ratio of developing bronchopulmonary dysplasia was calculated for each group. RESULTS: From the 216 clinical histories assessed, 121 met the criteria for inclusion in the study. Mean birth weight and gestational age were 1199.8 g and 31.8 weeks. Of all neonates submitted to mechanical ventilation from 1 to 7 days, 15.5% developed bronchopulmonary dysplasia; from 8 to 14 days 60% and from more than 15 days, 88.2%; chance ratios were equal to 0.16; 11.25 and 16.36, respectively. CONCLUSION: The chance of a neonate weighting less than 1500 g developing bronchopulmonary dysplasia was 11 times higher in those submitted to mechanical ventilation for up to 14 days. This chance was even higher in those ventilated for more than 15 days. That is why the nursing staff assisting high risk patients should consider the possibility of extubating neonates during their first week of life.

OBJETIVO: Verificar a associação entre o tempo de uso da ventilação mecânica e o desenvolvimento de displasia broncopulmonar em recém-nascidos com peso de nascimento < 1500 g. MÉTODOS: Pesquisa retrospectiva em recém-nascidos com peso de nascimento < 1500 g que utilizaram ventilação mecânica. Foram excluídos as malformações congênitas maiores, transferências e óbitos antes do 28º dia de vida. Foram analisados três grupos de acordo com o tempo de uso da ventilação mecânica: 1 a 7 dias, 8 a 14 dias e > 15 dias. Foi calculada a razão de chance para o desenvolvimento de displasia broncopulmonar em cada período de utilização da ventilação mecânica. RESULTADOS: Dos 216 prontuários avaliados, 121 preencheram os critérios de inclusão. As médias do peso de nascimento e idade gestacional foram de 1199,8 g e 31,8 semanas. No período de 1 a 7 dias de uso da ventilação mecânica, 15,5% dos recém-nascidos evoluíram com displasia broncopulmonar; no período de 8 a 14 dias, 60%; e no período > 15 dias, 88,2%; com razão de chance de 0,16, 11,25 e 16,36, respectivamente. CONCLUSÃO: A possibilidade de um recém-nascido com peso de nascimento < 1500 g desenvolver displasia broncopulmonar foi 11 vezes maior naqueles que permaneceram em ventilação mecânica por até 14 dias e esta chance aumentou ainda mais nos que foram ventilados por mais de 15 dias, devendo a equipe que presta atendimento ao paciente de alto risco estar empenhada na extubação dos recém-nascidos ainda na primeira semana de vida.
Palavra-chave Bronchopulmonary dysplasia
Neonates
Very low birthweight
Mechanical ventilation
Displasia broncopulmonar
Recém-nascido
Muito baixo peso
Ventilação mecânica
Idioma Português
Data de publicação 2007-02-01
Publicado em Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 53, n. 1, p. 64-67, 2007.
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Médica Brasileira
Extensão 64-67
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302007000100022
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000254122800021
SciELO S0104-42302007000100022 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3515

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-42302007000100022.pdf
Tamanho: 67.99KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta