A religiosidade, a espiritualidade e o consumo de drogas

A religiosidade, a espiritualidade e o consumo de drogas

Título alternativo Religiosity, spirituality and psychotropic drug use
Autor Sanchez, Zila van der Meer Autor UNIFESP Google Scholar
Nappo, Solange Aparecida Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas
Resumo BACKGROUND: Religiosity and spirituality have been clearly identified as strong protective factors against drug use in many levels. OBJECTIVE: The present revision of literature intended to describe the main scientific studies that deal with the role of religiosity in the treatment and prevention of drug use. METHOD: The sources cited in this revision article are indexed in the databases PubMed and Scielo, between 1976 and 2006, treating questions relative to religiosity, spirituality and drug use. RESULTS: Studies have to the evidence that people who regularly attend a religious worship, of any kind, or that give relevant importance to their religious belief, or, still, that they practice daily the proposal of the professed religion, show minor licit and illicit durg use rate. In addition, drug addicts present better recovery rates when their treatment is permeated by a spiritual approach of any origin, when compared to drug addicts who are treated exclusively by conventional medicine. CONCLUSIONS: Due to the strong social assistance role of religions in Brazil, the exploration of this subject in the Brazilian context would be of great relevance for the public health.

CONTEXTO: A religiosidade e a espiritualidade vêm sendo claramente identificadas como fatores protetores ao consumo de drogas em diversos níveis. OBJETIVO: A presente revisão da literatura pretendeu descrever os principais estudos científicos que tratam do papel da religiosidade no tratamento e na prevenção do consumo de drogas. MÉTODO: As fontes citadas neste artigo de revisão são indexadas nas bases de dados PubMed e Scielo, entre 1976 e 2006, tratando de questões relativas à religiosidade, à espiritualidade e ao consumo de drogas. RESULTADOS: Estudos têm apontado para evidência de que as pessoas que freqüentam regularmente um culto religioso, ou que dão relevante importância à sua crença religiosa, ou ainda que praticam, no cotidiano, as propostas da religião professada, apresentam menores índices de consumo de drogas lícitas e ilícitas. Além disso, os dependentes de drogas apresentam melhores índices de recuperação quando seu tratamento é permeado por uma abordagem espiritual, de qualquer origem, quando comparados a dependentes que são tratados exclusivamente por meio médico. CONCLUSÕES: Devido ao forte papel de assistência social das religiões no Brasil, a exploração deste tema no contexto brasileiro seria de grande relevância para a saúde pública.
Palavra-chave Religiosity
spirituality
psychotropic drugs
treatment
prevention
Religiosidade
espiritualidade
drogas psicotrópicas
tratamento
prevenção
Idioma Português
Data de publicação 2007-01-01
Publicado em Archives of Clinical Psychiatry. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, v. 34, p. 73-81, 2007.
ISSN 0101-6083 (Sherpa/Romeo)
Publicador Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Extensão 73-81
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-60832007000700010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-60832007000700010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3480

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-60832007000700010.pdf
Tamanho: 172.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta