Depressão vascular no idoso: resposta ao tratamento antidepressivo associado a inibidor das colinesterases

Depressão vascular no idoso: resposta ao tratamento antidepressivo associado a inibidor das colinesterases

Título alternativo Vascular depression in elderly: response to treatment with antidepressant associated to cholinesterase inhibitor
Autor Barcelos, Ricardo Google Scholar
Faria, Juliano Autor UNIFESP Google Scholar
Grossi, Paulo Google Scholar
Aparício, Marco Antonio Moscoso Google Scholar
Bottino, Cássio M. C. Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Hospital Geral Santa Lúcia Centro de Terapia Intensiva
Resumo CONTEXT: Among neuropsychiatric disorders caused by cerebrovascular factors, vascular depression is diagnosed in a small degree by general practitioners, causing morbid-mortality increase in elderly. CASE REPORT: That is a case of a 67 year-old-man with partial response after treatment with a Selective Serotonin Receptors Inhibitor, and severe autonomic adverse effects with other antidepressants. The addition of rivastigmine to citalopram resulted in a therapeutic success, with a reduction of 23 to 7 points on the Hamilton Depressive Scale (HAM-D). DISCUSSION: The result obtained brings new perspectives to the treatment of vascular depression, providing that randomized controlled trials with larger sample sizes confirm the positive effect of the addition of a cholinesterase inhibitor to antidepressants in the treatment of these patients.

CONTEXTO: Entre os transtornos neuropsiquiátricos ocasionados por eventos cerebrovasculares, a depressão vascular é pouco diagnosticada por médicos não especialistas, causando aumento da morbimortalidade de pacientes idosos. CASO CLÍNICO: Trata-se de um paciente com 67 anos que apresentou resposta parcial a tratamento com inibidores da recaptura de serotonina e efeitos adversos autonômicos graves com outros antidepressivos. A adição de rivastigmina ao citalopram promoveu sucesso terapêutico, com redução de 23 para 7 pontos, na escala de Hamilton para depressão. DISCUSSÃO: O resultado obtido traz novas perspectivas para o tratamento da depressão vascular, sendo necessários ensaios clínicos controlados que evidenciem o benefício da adição dos inibidores das colinesterases aos antidepressivos no tratamento destes pacientes.
Palavra-chave Vascular depression
vascular dementia
Alzheimer's disease
stroke
neuroimaging
Depressão vascular
demência vascular
doença de Alzheimer
AVC
neuroimagem
Idioma Português
Data de publicação 2007-01-01
Publicado em Archives of Clinical Psychiatry. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, v. 34, n. 6, p. 290-293, 2007.
ISSN 0101-6083 (Sherpa/Romeo)
Publicador Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Extensão 290-293
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-60832007000600006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-60832007000600006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3444

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-60832007000600006.pdf
Tamanho: 289.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta