Fertility and fecundity of an outpatient sample with schizophrenia

Fertility and fecundity of an outpatient sample with schizophrenia

Título alternativo Fertilidade e fecundidade em uma amostra de pacientes ambulatoriais com esquizofrenia
Autor Terzian, Angela Cristina Cesar Autor UNIFESP Google Scholar
Andreoli, Sergio Baxter Autor UNIFESP Google Scholar
Razzouk, Denise Autor UNIFESP Google Scholar
Chaves, Ana Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Mari, Jair de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição UFMT Department of Clinical Medicine
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To determine reproductive rates among patients with schizophrenia who attended the outpatient clinic at the Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). METHOD: All patients with schizophrenia completed a semi-standardized questionnaire, and data from the Brazilian census was used for comparing population rates. RESULTS: 167 patients completed the questionnaires and of these 33 (19.8%) were or had been married and 32 reported being a parent. The fertility rate (number of individuals who had had at least one child divided by the total number of individuals) was 19.4% (25% for females, 15.8% for males, p = 0.14). Fecundity rate was 1.75 for males and 1.69 for females (p = 0.85). A logistic regression analysis identified an association between the later date of the onset of illness and higher rate of marriage (p = 0.003). Gender and the interaction between gender and marital status were significant predictors for fertility (p < 0.05 and p = 0.024, respectively). CONCLUSIONS: Patients with schizophrenia showed lower rates for marital status, fertility and fecundity when compared to standard population rates. However, many patients will become parents during their life time. Therefore, it is imperative to develop services that fulfill their needs, mainly in Brazil, a middle-income country, where resources are scarce and there is no policy for dealing with this reality.

OBJETIVO: Determinar as taxas de reprodução de pacientes com esquizofrenia em uma clínica de atendimento ambulatorial da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). MÉTODO: Todos os pacientes com diagnóstico de esquizofrenia preencheram um questionário semi-padronizado. Dados do censo Brasileiro foram utilizados para comparação com taxas populacionais. RESULTADOS: 167 pacientes completaram o questionário, dos quais 33 (19,8%) foram alguma vez casados e 32 tiveram filhos. A taxa de fertilidade (indivíduos que tiveram ao menos um filho pelo total de indivíduos) foi de 19,4% (15,8% para homens, 25% para mulheres, p = 0,14). A taxa de fecundidade foi de 1,75 para homens e 1,69 para mulheres (p = 0,85). Análise de regressão logística identificou associação entre idade de início da doença mais tardio com maior taxa de casamento (p = 0,003). Gênero e interação entre gênero e situação conjugal foram significantes preditores para fertilidade (p < 0,05 e p = 0,024; respectivamente). CONCLUSÕES: Pacientes com esquizofrenia mostraram menores taxas de casamento, fertilidade e fecundidade quando comparados com taxas populacionais. Contudo, muitos pacientes com esquizofrenia terão filhos durante a vida e há carência de serviços de saúde que atendam às necessidades destes indivíduos, principalmente no Brasil, um país de renda média, onde os recursos são escassos e não existem políticas que abordem esta realidade.
Palavra-chave Schizophrenia
Reproductive behavior
Fertility
Gender identity
Outpatients
Esquizofrenia
Comportamento reprodutivo
Fertilidade
Identidade de gênero
Pacientes ambulatoriais
Idioma Inglês
Data de publicação 2006-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 28, n. 4, p. 305-307, 2006.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 305-307
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462006005000018
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000242700000011
SciELO S1516-44462006000400011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3432

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44462006000400011.pdf
Tamanho: 525.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta