Disfunções orofaciais nos pacientes em tratamento ortodôntico

Disfunções orofaciais nos pacientes em tratamento ortodôntico

Título alternativo Orofacial dysfunctions in pacient under orthodontic treatment
Autor Maciel, Cristina Tostes Vieira Google Scholar
Barbosa, Maristela Horta Google Scholar
Toldo, Cláudia De Almeida Google Scholar
Faza, Fernanda Calil Borges Google Scholar
Chiappetta, Ana Lúcia de Magalhães Leal Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Centro de Reabilitação em Odontologia Especializada
Instituto de Otorrinolaringologista e Fonoaudiologia
Instituto Médico Psico Pedagógico
Clínica Fernanda Calil
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: to evaluate the need for speech therapy intervention in patients treated in the orthodontic clinic of the Federal University of Juiz de Fora. METHODS: clinical examinations, application of questionnaire and clinical medical register analysis of 42 patients under orthodontic treatment in the Federal University of Juiz de Fora had been carried out. The first phase of this study was made up by the evaluation of the habitual tongue position, breathing function, deglutition and speech. Soon afterwards, data were obtained on morphologic aspects of the dental occlusion and information on the presence of deleterious oral habits. RESULTS: one noticed that 92% of the examined ones presented alterations in the chew and the deglutition and 52% had some speech dysfunction. The graphical comparison of the measures for each variable suggests that it has the highest trend to have alteration in the chew in the individuals that are in orthodontic treatment for 19 months or above. The same is yet not valid for the subjects that showed alterations in speech and deglutition. CONCLUSION: the importance of speech intervention was noted in this study, especially in the alterations in chewing, the initial phase of orthodontic treatment.

OBJETIVO: avaliar a necessidade de intervenção fonoaudiológica nos pacientes em tratamento na clínica ortodôntica da Universidade Federal de Juiz de Fora. MÉTODOS: foram feitos exames clínicos, aplicação de questionário e análise de prontuários clínicos de 42 pacientes em tratamento ortodôntico na Universidade Federal de Juiz de Fora. A primeira fase do presente estudo foi composta pela avaliação da posição habitual da língua, função da respiração, deglutição e fala. Em seguida, foram obtidos dados sobre aspectos morfológicos da oclusão dentária e informações sobre a presença de hábitos orais deletérios. RESULTADOS: notou-se que 92% dos examinados apresentavam alterações na mastigação e na deglutição e 52% tinham alguma disfunção na fala. A comparação gráfica das medidas de cada uma das variáveis sugere que há uma tendência maior a ter alteração na mastigação os indivíduos que se encontram em tratamento ordodôntico há um tempo superior ou igual a 19 meses. O mesmo já não é válido para os indivíduos que apresentaram alterações na fala e deglutição. CONCLUSÃO: Observou-se com o presente estudo a importância da intervenção fonoaudiológica, especialmente nas alterações da mastigação, na fase inicial do tratamento odontológico.
Palavra-chave Speech
Language and Hearing Sciences
Orthodontics
Dentistry
Fonoaudiologia
Ortodontia
Odontologia
Idioma Português
Data de publicação 2006-12-01
Publicado em Revista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 8, n. 4, p. 456-466, 2006.
ISSN 1516-1846 (Sherpa/Romeo)
Publicador CEFAC Saúde e Educação
Extensão 456-466
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462006000400006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-18462006000400006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3394

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-18462006000400006.pdf
Tamanho: 907.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta