Do Estrogens improve bone mass in osteoporotic women over ten years of menopause

Do Estrogens improve bone mass in osteoporotic women over ten years of menopause

Autor Szejnfeld, Vera Lucia Autor UNIFESP Google Scholar
Souen, Jorge Saad Autor UNIFESP Google Scholar
Baracat, Edmund Chada Autor UNIFESP Google Scholar
Atra, Edgard Autor UNIFESP Google Scholar
Lima, Geraldo Rodrigues De Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo A retrospective analysis of 24 patients with established osteoporosis and with ten or more years of menopause treated with conjugated estrogen, progesterone and calcium followed for one year has been performed. Treated women received 0.625 mg/day of conjugated estrogen from day 1 to 25, 5 mg/day of medroxiprogesterone from day 13 to 25, of each cycle, plus calcium (500 - 1000 mg/day), during one year (12 cycles). As control group was used 18 age-matched that received only calcium (500 a 1000 mg/day). All patients had at least two dual-photon spine and proximal femur (neck, Ward's triangle and trocanter) densities measurements performed 12 months apart. Estrogen treatment was associated with increased bone mineral density at spine and trocanter. Control group did not present any statistically change after one year in any site studied. We concluded that women with ten or more years of menopause and established osteoporosis treated with replacement hormonal therapy and calcium results in improvement of bone mineral density. These data support that women with ten or more years of menopause respond to estrogen replacement therapy with absolute increments in bone density similar to those seen in younger women, in the early menopause.

No presente estudo foi realizada uma análise retrospectiva de 24 pacientes com osteoporose estabelecida, com 10 ou mais anos de menopausa, tratadas com estrogênio conjugado, progesterona e cálcio, seguidas por um ano. As mulheres tratadas receberam 0,625mg/dia de estrogênio conjugado do 1º ao 259 dia, 5mg/dia de medroxiprogesterona do 13º ao 25º dia, de cada ciclo, e cálcio (500 a 1000mg/dia), durante um ano (12 ciclos). Como grupo controle foram estudadas 18 mulheres pareadas para idade, peso, altura e anos de menopausa, que receberam apenas cálcio (500 a 1000mg/dia). Todas as pacientes tinham pelo menos duas medidas da densidade óssea na coluna e região proximal do fêmur (colo, triângulo de Ward e trocanter), feitas antes e após um ano. O tratamento com estrogênio foi associado com aumento da densidade óssea na coluna e trocanter. O grupo controle não apresentou qualquer mudança estatisticamente significante após um ano, em nenhum dos locais avaliados. Nós concluímos que, mulheres com osteoporose estabelecida, tratadas com terapia de reposição hormonal e cálcio, mesmo quando iniciada com 10 ou mais anos após a menopausa apresentam aumento da densidade óssea. Estes dados comprovam que mulheres com 10 ou mais anos de menopausa respondem á hormonioterapia com aumento absoluto da densidade óssea de forma semelhante à observada em mulheres mais jovens, nos primeiros anos de menopausa.
Palavra-chave established osteoporosis
hormonal replacement therapy
women with ten or more years of menopause
Idioma Inglês
Data de publicação 1994-03-01
Publicado em São Paulo Medical Journal. Associação Paulista de Medicina - APM, v. 112, n. 1, p. 517-521, 1994.
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 517-521
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31801994000100009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-31801994000100009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/335

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31801994000100009.pdf
Tamanho: 893.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta