Queilite actínica adjacente ao carcinoma espinocelular do lábio como indicador de prognóstico

Queilite actínica adjacente ao carcinoma espinocelular do lábio como indicador de prognóstico

Título alternativo Actinic cheilitis adjacent to squamous carcinoma of the lips as an indicator of prognosis
Autor Abreu, Marilda Aparecida Milanez Morgado de Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Olga Maria Panhoca da Google Scholar
Pimentel, Dalva Regina Neto Autor UNIFESP Google Scholar
Hirata, Cleonice Hitomi Watashi Autor UNIFESP Google Scholar
Weckx, Luc Louis Maurice Autor UNIFESP Google Scholar
Alchorne, Maurício Mota de Avelar Autor UNIFESP Google Scholar
Michalany, Nilceo Shwery Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade do Oeste Paulista Faculdade de Medicina de Presidente Prudente
Universidade Presbiteriana Mackenzie
Resumo Many studies have shown an association between actinic cheilitis and squamous carcinoma of the lips. AIM: The aim of the study was to observe the relation between actinic cheilitis and the prognosis of squamous carcinoma of the lips. MATERIALS AND METHODS This is a retrospective cross-sectional cohort study of squamous carcinoma of the lips. Histological sections of squamous carcinoma tumors done at the the Departament of Pathology of the São Paulo Federal University between 1993 and 2000 were reviewed for evidence of actinic cheilitis in the lip vermillion adjacent to the tumor. Patient reports were reviewed to find information about exposure to sun, metastases and relapses. The occurrence or absence of relapses and metastases was correlated with the presence or absence of actinic cheilitis in the lip vermillion. Data was analyzed by Fisher s Exact test. RESULTS: Of the 31 selected patients, most were caucasian, males and with lower lip involvement. Statistical analysis demonstrated independence between the occurrence of metastases and relapse and gender, skin color and site (lower or upper lips). There was dependence between actinic cheilitis and solar elastosis, and between the absence of actinic cheilitis and the occurrence of metastases. There was no dependence between the absence of actinic cheilitis and the occurrence of relapses. CONCLUSION: It may be concluded that tumors originating from actinic cheilitis have a better prognosis.

Muitos estudos demonstram associação entre queilite actínica e carcinoma espinocelular do lábio. OBJETIVO: Verificar a relação da queilite actínica com o prognóstico dessa neoplasia. MATERIAIS E MÉTODOS: Elaborou-se um estudo de coorte retrospectivo com corte transversal em carcinoma espinocelular do lábio. Cortes histológicos desse tumor, levantados entre 1993-2000, nos arquivos do Departamento de Patologia/Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), foram revisados para evidenciar presença ou ausência de queilite actínica no vermelhão adjacente ao tumor. Os prontuários dos pacientes foram revisados à procura de informações sobre exposição solar, metástase e recidiva. A ocorrência ou ausência de recidiva e metástase foi correlacionada com a presença ou ausência de queilite actínica no vermelhão. Os dados obtidos foram analisados pelo teste exato de Fisher. RESULTADOS: Dos 31 pacientes selecionados predominou o sexo masculino, cor da pele branca e localização no lábio inferior. Constatou-se: independência entre a ocorrência de metástase e recidiva com sexo, cor dos pacientes e localizações no lábio superior ou inferior; dependência entre a presença de queilite actínica e elastose solar, dependência entre a ausência de queilite actínica e presença de metástase; independência entre a ausência de queilite actínica e presença de recidiva. CONCLUSÃO: Os tumores originários de queilite actínica têm melhor prognóstico.
Palavra-chave squamous cell carcinoma
histopathological exam
lips
prognostic
carcinoma espinocelular
exame histopatológico
lábio
prognóstico
Idioma Português
Data de publicação 2006-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 72, n. 6, p. 767-771, 2006.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 767-771
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992006000600007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992006000600007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3340

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992006000600007.pdf
Tamanho: 715.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta