Identificação de zonas mortas da cóclea por meio do teste TEN

Identificação de zonas mortas da cóclea por meio do teste TEN

Título alternativo Identifying dead regions in the cochlea through the TEN test
Autor Jacob, Regina Ts Google Scholar
Fernandes, João Cândido Google Scholar
Manfrinato, Jair Google Scholar
Iorio, Maria Cecilia Martinelli Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo An audiogram is not sufficient to indicate cochlear dead regions. AIM: To investigate cochlear dead regions in sensorineural hearing loss subjects using the TEN test. Site: CEDALVI/ HRAC-USP-Bauru/São Paulo/Brazil, August 2003 to February 2004. STUDY DESING: A contemporary cross-sectional cohort study. Material and Methods: The TEN test was applied in three groups: G1(5 women with pure-tone thresholds within normal limits); G2(4 women and 5 men with moderate sensorineural flat hearing loss); G3(19 women and 24 men with mild to severe sloping sensorineural hearing loss). RESULTS: In the G1 group the TEN value required to eliminate the test tone was, on average, close to the absolute threshold for all frequencies. No dead regions were found in the ears tested in group G2. 76 ears were tested in group G3, and six showed no evidence of dead regions in the cochlea. CONCLUSIONS:The TEN test was an effective test to indicate a dead region in the cochlea of subjects with sloping sensorineural hearing loss. There is evidence that pure-tone detection is different for subjects with high frequency sensorineural hearing loss and flat hearing loss; we observed a significant difference between the masked threshold and the absolute threshold only in sloping hearing loss and not for flat hearing loss.

O audiograma ou o relato do paciente não é suficiente para determinar a presença ou não de zonas mortas na cóclea (ZMC), nem identificar sua extensão. OBJETIVO: Investigar, utilizando o teste TEN, ZMC de indivíduos com perda auditiva neurossensorial (PANS). CEDALVI/ HRAC-USP-Bauru, de agosto de 2003 a fevereiro de 2004. TIPO DE ESTUDO: Estudo de coorte contemporânea com corte transversal. Casuística e Métodos: O TEN foi aplicado nos grupos G1 (5 mulheres com limiares tonais aéreos dentro do padrão de normalidade); G2 (4 mulheres e 5 homens com PANS moderada plana); G3 (19 mulheres e 24 homens com PANS com o grau variando entre leve a profundo). RESULTADOS: Para G1, o valor de TEN para eliminar o tom de teste foi, em média, próximo ao limiar absoluto para todas as freqüências. Não foi observada ZMC em nenhuma das orelhas testadas do G2. Para as 76 orelhas do G3, 6 não apresentaram indício de ZM. CONCLUSÕES: O TEN é efetivo para indicar ZMC em indivíduos com PANS descendente. Há evidência de diferença na detecção do tom puro na presença de ruído entre indivíduos com PANS em altas freqüências e com PANS plana, pois se observou diferença significativa entre o limiar mascarado e absoluto apenas para PANS descendentes e não para as planas.
Palavra-chave hearing aids
cochlea
hearing loss
dead cochlear regions
auxiliares de audição
cóclea
deficiência auditiva
zonas mortas da cóclea
Idioma Português
Data de publicação 2006-10-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 72, n. 5, p. 673-682, 2006.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Publicador ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 673-682
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992006000500015
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992006000500015 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3295

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72992006000500015.pdf
Tamanho: 314.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta