Causes of death among crack cocaine users

Causes of death among crack cocaine users

Título alternativo Causa mortis em usuários de crack
Autor Ribeiro, Marcelo Autor UNIFESP Google Scholar
Dunn, John Autor UNIFESP Google Scholar
Sesso, Ricardo de Castro Cintra Autor UNIFESP Google Scholar
Dias, Andréa Costa Autor UNIFESP Google Scholar
Laranjeira, Ronaldo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Camden & Islington Mental Health & Social Care Trust North Camden Drug Service
Grupo Interdepartamental de Epidemiologia Clínica
Resumo OBJECTIVE: The study accompanied 131 crack-cocaine users over a 5-year period, and examined mortality patterns, as well as the causes of death among them. METHOD: All patients admitted to a detoxification unit in São Paulo between 1992 and 1994 were interviewed during two follow-up periods: 1995-1996 and 1998-1999. RESULTS: After 5 years, 124 patients were localized (95%). By the study endpoint (1999), 23 patients (17.6%) had died. Homicide was the most prevalent cause of death (n = 13). Almost one third of the deaths were due to the HIV infection, especially among those with a history of intravenous drug use. Less than 10% died from overdose. CONCLUSIONS: The study suggests that the mortality risk among crack cocaine users is greater than that seen in the general population, being homicide and AIDS the most common causes of death among such individuals.

OBJETIVO: O estudo acompanhou, por cinco anos, um grupo de 131 usuários de crack e observou os padrões de mortalidade, bem como as causas mortis entre esses. MÉTODO: Todos os pacientes que se internaram em um serviço de desintoxicação, localizado no município de São Paulo, entre 1992-1994 foram entrevistados em duas ocasiões: 1995-1996 e 1998-1999. RESULTADOS: Após cinco anos, 124 pacientes foram localizados (95%). Vinte e três pacientes (17,6%) haviam morrido ao final do quinto ano de seguimento, sendo os homicídios a causa mortis mais prevalente (n = 13). Quase um terço dos pacientes morreu devido à infecção pelo vírus da imunodeficiência adquirida (HIV), especialmente aqueles com antecedentes pessoais de uso de drogas endovenosas. Menos de 10% dos pacientes morreu de overdose. CONCLUSÕES: O estudo sugere que os usuários de crack têm maior risco de morte do que a população geral, sendo os homicídios e a AIDS as causas mais observadas.
Palavra-chave Crack cocaine
Longitudinal studies
Mortality rate
Cause of death
Substance related disorders
Cocaína crack
Estudos longitudinais
Coeficiente de mortalidade
Causa da morte
Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Idioma Inglês
Data de publicação 2006-09-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 28, n. 3, p. 196-202, 2006.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 196-202
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462006000300010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000240539100010
SciELO S1516-44462006000300010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3252

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44462006000300010.pdf
Tamanho: 572.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta