Neurocysticercosis and microscopic hippocampal dysplasia in a patient with refractory mesial temporal lobe epilepsy

Neurocysticercosis and microscopic hippocampal dysplasia in a patient with refractory mesial temporal lobe epilepsy

Título alternativo Neurocisticercose e displasia hipocampal microscópica em paciente com epilepsia do lobo temporal mesial refratária
Autor Silva, Alexandre Valotta da Autor UNIFESP Google Scholar
Martins, Heloise Helena Autor UNIFESP Google Scholar
Marques, Carolina Mattos Autor UNIFESP Google Scholar
Yacubian, Elza Márcia Targas Autor UNIFESP Google Scholar
Sakamoto, Américo Ceiki Autor UNIFESP Google Scholar
Carrete Junior, Henrique Autor UNIFESP Google Scholar
Centeno, Ricardo Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Stávale, João Norberto Autor UNIFESP Google Scholar
Cavalheiro, Esper Abrão Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Epidemiologic studies suggest that neurocysticercosis (NC) is the main cause of symptomatic epilepsy in developing countries. The association between NC and mesial temporal lobe epilepsy (MTLE) has been reported by several authors. Recent data have shown that the presence of NC does not influence the clinical and pathological profile in MTLE patients and suggest that not all cysticercotic lesions are inevitably epileptogenic. We describe a 50-years-old woman with partial seizures due to NC which evolve to MTLE. The patient was submitted to a corticoamygdalohippocampectomy to treat refractory epilepsy. An immunohistochemical study using neuronal markers was made on hippocampal formation. Besides the typical aspects of Ammon's horn sclerosis (AHS), the microscopic examination demonstrates cellular features of hippocampal malformation including dysmorphic neurons and focal bilamination of granular cell layer. We suggest that, in this case, a developmental disorder lowered the threshold for the NC-induced seizures and contributed to the establishment of refractory epilepsy.

Estudos epidemiológicos sugerem que a neurocisticercose (NC) é a causa principal de epilepsia sintomática em países em desenvolvimento. A associação entre NC e epilepsia do lobo temporal mesial (ELTM) tem sido relatada por vários autores. Estudos recentes mostraram que a presença de NC não influência o perfil clínico e patológico em pacientes com ELTM e sugere que nem todas as lesões cisticercóticas são inevitavelmente epileptogênicas. No presente estudo, descrevemos uma mulher de 50 anos com crises epilépticas parciais associadas à NC que evolui para ELTM. A paciente foi submetida à corticoamigdalohipocampectomia para tratamento de epilepsia refratária. O estudo imunohistoquímico, utilizando marcadores neuronais, foi realizado em seções da formação de hipocampal. Além dos aspectos típicos da esclerose hipocampal, o exame microscópico demonstrou características celulares de malformação hipocampal, incluindo neurônios dismórficos e bilaminação focal da camada granular do giro denteado. Sugerimos que, neste caso, um transtorno do desenvolvimento reduziu o limiar para as crises epilépticas induzidas pela NC e contribuiu para o estabelecimento da epilepsia refratária.
Palavra-chave refractory epilepsy
neurocysticercosis
dysmorphic neurons
epilepsia refratária
neurocisticercose
neurônios dismórficos
Idioma Inglês
Data de publicação 2006-06-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 64, n. 2a, p. 309-313, 2006.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 309-313
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2006000200026
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000238113200026
SciELO S0004-282X2006000200026 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3126

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2006000200026.pdf
Tamanho: 3.263MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta