Avaliação da qualidade de vida e toxicidades em pacientes com câncer colorretal tratados com quimioterapia adjuvante baseada em fluoropirimidinas

Avaliação da qualidade de vida e toxicidades em pacientes com câncer colorretal tratados com quimioterapia adjuvante baseada em fluoropirimidinas

Título alternativo Evaluation of the toxicity and quality of life in patients with colorectal cancer treated with chemotherapy
Autor Roque, Vanessa Maria Nunes Autor UNIFESP Google Scholar
Forones, Nora Manoukian Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: The colorectal cancer is the fourth cause of cancer in Brazil and 5-fluorouracil is the drug most commonly used in the adjuvant or palliative treatment of this disease. AIM - Evaluating in patients with colorectal cancer and chemotherapy, the toxicity and the quality of life. PATIENTS AND METHODS: From March 2001 and May 2003, 45 patients treated with colorectal cancer treated with 5-fluourouracil and folinic acid were followed closely during six cycles. The gastrointestinal and hematologic toxicity was analysed making use of the chart Recommendations for the Graduation of Acute and Subacute Toxicity. After the end of each cycle of chemotherapy, the results were registered according to the respectives degrees that vary from 0 to 4. The quality of life was researched through the WHOQOL bref (World Health Organization Quality of Life) questionary that consists of 26 questions and 4 domains: physical, psychological, social relations and environmental, in the beginning, on the 3rd and 6th cycles of treatment. RESULTS: Among the 45 patients, 28 were male, the average age was 58.4 years old (from 34 to 79 years old). According to the International Union Against Cancer classification, 34 patients (75.6%) had tumors stage II or III and 11 had tumors stage IV (24.4%), 64.4% were in the colon. In 57.7% the chemotherapy was adjuvant and in the others palliative. The toxicities more commonly found were nauseas (42%), diarrhea (38%), and neutropenia (15.7%). There was no significant difference among the degrees of toxicity in the different cycles as well as among the patients in adjuvant or palliative treatment. Significant alterations was found among the quality of life in the physical and psychological domains when the 1st and the 2nd or the 1st and the 3rd application of the test were done. Alterations of the quality of life were also found in the social domain when the first evaluation was compared with the last one. There was no difference between the quality of life and the treatment.

RACIONAL: O câncer colorretal é a quarta causa de câncer no Brasil e o 5-fluourouracil uma das principais drogas usadas no tratamento adjuvante e paliativo dessa doença. A toxicidade da quimioterapia e as alterações de qualidade de vida, causadas pela própria doença e pelo tratamento, são motivo de muitos estudos. OBJETIVO: Avaliar nos doentes com câncer colorretal em tratamento quimioterápico, a toxicidade e possíveis alterações da qualidade de vida. MÉTODOS: Durante o período de março de 2001 a maio de 2003 no Ambulatório de Oncologia da Disciplina de Gastroenterologia Clínica da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), foram acompanhados 45 pacientes com câncer colorretal em tratamento quimioterápico adjuvante ou paliativo com 5-fluourouracil e ácido folínico durante seis ciclos. A toxicidade gastrointestinal e hematológica foi analisada utilizando-se as Recomendações para a Graduação da Toxicidade Aguda e Subaguda. Após o término de cada ciclo quimioterápico, os resultados foram anotados de acordo com os respectivos graus que variaram entre 0 e 4. A qualidade de vida foi pesquisada pelo questionário WHOQOL bref (World Health Organization Quality of Life) que consta de 26 questões e é composto por 4 domínios: físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente, no início, no 3° e no 6° ciclo de tratamento. RESULTADOS: Entre os 45 pacientes, 28 eram do sexo masculino, a média de idade foi de 58,4 anos (34 a 79 anos). Segundo a classificação da União Internacional Contra o Câncer, 34 (75,6%) eram estádio II ou III e 11 estádio IV (24,4%). Quanto à localização, 64,4% eram de cólon. Em 57,7% a quimioterapia foi adjuvante e nos demais paliativa. As toxicidades mais comumente encontradas foram náuseas (42%), diarréia (38%) e neutropenia (15,7%). Não houve diferença significante entre os graus de toxicidade nos diferentes ciclos, assim como entre os doentes em tratamento adjuvante ou paliativo. Quanto à qualidade de vida foram observadas alterações significantes nos domínios físico e psicológico quando comparadas a primeira com a segunda ou a primeira com a terceira aplicação do questionário. Não foi encontrada alteração da qualidade de vida entre os doentes em quimioterapia adjuvante quando comparada aos em tratamento paliativo. Independente da indicação terapêutica, a média dos escores de qualidade de vida diminuiu em relação aos domínios físico e social na terceira aplicação do teste. CONCLUSÃO: As toxicidades gastrointestinais foram mais freqüentes que as hematológicas com o esquema utilizado. A qualidade de vida diminuiu após o início da quimioterapia em relação à atividade física e psicológica. No estudo da média dos escores observou-se queda dos mesmos nos domínios físico e social. A análise do questionário não mostrou alteração de qualidade vida quando comparados os doentes em tratamento paliativo com os em adjuvância.
Palavra-chave Quality of life
Drug toxicity
Colorectal neoplasms
Chemotherapy
Pyrimidines
Qualidade de vida
Toxicidade de drogas
Neoplasias colorretais
Quimioterapia adjuvante
Pirimidinas
Idioma Português
Data de publicação 2006-06-01
Publicado em Arquivos de Gastroenterologia. Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED, v. 43, n. 2, p. 94-101, 2006.
ISSN 0004-2803 (Sherpa/Romeo)
Publicador Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Extensão 94-101
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032006000200007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-28032006000200007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3116

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-28032006000200007.pdf
Tamanho: 266.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta