Disfunção endotelial venosa em pacientes com doença de Chagas sem insuficiência cardíaca

Disfunção endotelial venosa em pacientes com doença de Chagas sem insuficiência cardíaca

Título alternativo Venous endothelial dysfunction in Chagas' disease patients without heart failure
Autor Plentz, Rodrigo Della Méa Autor UNIFESP Google Scholar
Irigoyen, Maria Claudia Autor UNIFESP Google Scholar
Muller, Andreia Simone Autor UNIFESP Google Scholar
Casarini, Dulce Elena Autor UNIFESP Google Scholar
Rubira, Marcelo Custodio Google Scholar
Moreno Junior, Heitor Google Scholar
Mady, Charles Google Scholar
Ianni, Bárbara Maria Google Scholar
Krieger, Eduardo Moacir Google Scholar
Consolim-Colombo, Fernanda Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Universidade de Cruz Alta
Resumo OBJECTIVE: To analyze the venous endothelial function in Chagas' disease patients without heart failure. METHODS: The Chagas' disease Group (G1) was composed by 14 women and 2 men aged 46 ± 2,7 and the Control Group (G0) by 7 women and 1 man matched by age, weight and height. Dorsal Hand Vein Compliance Technique was used to evaluate the venous endothelial function. Crescent doses of phenylephrine were infused to get a 70% pre-constriction of the vein; after that, acetylcholine and sodium nitroprusside were respectively administrated to analyze the endothelium-dependent and -independent venodilation. RESULTS: No significant systemic hemodynamic changes were observed in both groups during the experiment. The necessary phenylephrine dose to reach 70% pre-constriction of the vein was significantly higher in the G1 (1116 ± 668,2 ng/ml) compared to G0 (103 ± 28 ng/ml) p = 0,05. The endothelium-dependent venous dilation was significantly lower in G1 (65,5 ± 8%) compared to G0 (137 ± 20 %) p = 0,009. No difference was observed in the endothelium-independent venous dilatation between groups. CONCLUSION: Patients with Chagas' disease without heart failure presented venous endothelial dysfunction.

OBJETIVO: Analisar a função endotelial venosa em pacientes chagásicos sem insuficiência cardíaca. MÉTODOS: O grupo Chagas (G1) foi composto por quatorze mulheres e dois homens com idade de 46 ± 2,7 anos, e o grupo controle (G0), por sete mulheres e um homem, pareados em idade, peso, altura. A Técnica de Complacência da Veia Dorsal da Mão foi utilizada para avaliação da função endotelial venosa. Foram infundidas doses crescentes de fenilefrina para se obter pré-constrição de 70% do basal; a seguir, foram administradas acetilcolina e nitroprussiato de sódio para avaliar as respostas de venodilatação, respectivamente, dependentes e independentes do endotélio. RESULTADOS: Não houve variação entre os valores hemodinâmicos nos grupos durante o experimento. A dose média de fenilefrina necessária para pré-constrição da veia foi significativamente maior no G1 (1116 ± 668,2 ng/ml), comparada à do G0 (103 ± 28 ng/ml) p = 0,05. A resposta de venodilatação máxima dependente do endotélio foi significativamente menor no grupo G1 (65,5 ± 8%), comparada à do G0 (137 ± 20 %) p = 0,009. Não houve diferença nas respostas de venodilatação independente do endotélio entre os grupos. CONCLUSÃO: Pacientes com doença de Chagas sem insuficiência cardíaca apresentam disfunção endotelial venosa.
Palavra-chave Endothelium
Chagas' disease
system venous
cardiovascular disease
Endotélio
doença de Chagas
sistema venoso
doença cardiovascular
Idioma Português
Data de publicação 2006-06-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 86, n. 6, p. 466-471, 2006.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 466-471
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2006000600009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0066-782X2006000600009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3114

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0066-782X2006000600009.pdf
Tamanho: 169.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta