Isolated and painless infraspinatus atrophy in top-level volleyball players: report of two cases and review of the literature

Isolated and painless infraspinatus atrophy in top-level volleyball players: report of two cases and review of the literature

Título alternativo Atrofia isolada e não dolorosa do músculo infraespinhoso em jogadores de voleibol: descrição de dois casos e revisão da literatura
Autor Tengan, Célia Harumi Autor UNIFESP Google Scholar
Oliveira, Acary Souza Bulle Autor UNIFESP Google Scholar
Kiymoto, Beatriz Hitomi Autor UNIFESP Google Scholar
Morita, Maria da Penha Ananias Autor UNIFESP Google Scholar
Medeiros, Jovany L. Alves de Autor UNIFESP Google Scholar
Gabbai, Alberto Alain Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Isolated and painless infraspinatus atrophy and weakness are described in two top-level volleyball players. EMG revealed isolated denervation of the infraspinatus muscle. One athlete continued playing and his clinical features have not changed. The other recovered her muscle bulk and strength after stopping playing. These findings were attributed to intense activity of the shoulder joint, without any direct trauma. On clinical grounds, we did not consider these cases as true examples of entrapment neuropathy. Pathogenesis was related to traction of the distal branch of the suprascapular nerve during the act of reception of the ball («Manchete»).

Atrofia isolada e não dolorosa do músculo infraespinhoso e fraqueza são descritas em 2 jogadores de voleibol. EMG mostrou desnervação isolada do músculo infraespinhoso. Um dos atletas continuou jogando e não foi notada qualquer alteração no quadro clínico. O outro, após cessar as suas atividades esportivas, recuperou progressivamente a força e o trofismo muscular. Estes dados sugerem íntima relação entre comprometimento do músculo infraespinhoso e atividade intensa da articulação do ombro, mas sem qualquer trauma direto. Não consideramos estes casos como verdadeiros exemplos de neuropatia por compressão. Patogênese foi relacionada à tração dos ramos distais ao nervo supraescapular durante o ato da recepção da bola («Manchete»).
Palavra-chave volleyball
infraspinatus muscle
atrophy
voleibol
músculo infraespinhoso
atrofia
Idioma Inglês
Data de publicação 1993-03-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 51, n. 1, p. 125-129, 1993.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 125-129
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1993000100020
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X1993000100020 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/311

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X1993000100020.pdf
Tamanho: 1.589MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta