Características clínicas dos pacientes com hipertensão pulmonar em dois centros de referência em São Paulo

Características clínicas dos pacientes com hipertensão pulmonar em dois centros de referência em São Paulo

Título alternativo Clinical characteristics of pulmonary hypertension patients in two reference centers in the city of São Paulo
Autor Lapa, Monica Silveira Google Scholar
Ferreira, Eloara Vieira Machado Autor UNIFESP Google Scholar
Jardim, Carlos Google Scholar
Martins, Barbara do Carmo dos Santos Google Scholar
Ota-Arakaki, Jaquelina Sonoe Autor UNIFESP Google Scholar
Souza, Rogerio Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVES: Describe the clinical profile of PH patients from two pulmonary hypertension centers. METHODS: Retrospective chart analysis. RESULTS: One hundred and twenty three PH patients were included in the study; 62% of these presented functional class III or IV (NYHA). Mean right ventricle systolic pressure (RVSP) was 83.48±24.61 mmHg. There was no correlation between functional class and RVSP. About 50% of the patients were diagnosed as IPAH; 30% as pulmonary hypertension associated to schistosomiasis; 10% as PH associated to connective tissue diseases. Mean time of dyspnea until diagnosis was variable with no correlation with functional class (p>0.05). No difference was found in the clinical presentation in spite of the diverse etiologies. CONCLUSION: Based upon our findings, we stressed the need for an active investigation of PH patients prior to administration of any therapeutic alternative. We emphasized that a better understanding of PH related to schistosomiasis is needed due to the high prevalence of this condition among PH patients as shown in the Brazilian population.

OBJETIVOS: Descrever as características clínicas dos pacientes com hipertensão pulmonar de dois centros de referência para tratamento de HP no país. MÉTODOS: Análise retrospectiva de prontuários. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 123 pacientes com diagnóstico de HP; 62% destes apresentavam classe funcional III e IV (NYHA). A média da pressão sistólica do ventrículo direito (PSVD) encontrada nos pacientes estudados foi de 83,48±24,61 mmHg. Não houve correlação entre a classe funcional dos pacientes e o valor da PSVD. Cerca de 50% dos pacientes tinham o diagnóstico de HAPI, 30% tinham doença associada à esquistossomose e 10% tinham HP associada a doença do tecido conectivo. O tempo de dispnéia até o diagnóstico foi variável e não houve correlação com a classe funcional dos pacientes (p>0,05). Apesar das diferentes etiologias, os pacientes apresentaram características semelhantes. CONCLUSÃO: Baseando-se em nossos achados, reforça-se a necessidade de investigação ativa para o diagnóstico definitivo antes da instituição de quaisquer alternativas terapêuticas para o tratamento da hipertensão pulmonar. Ressalta-se, ainda, a necessidade de um maior entendimento da hipertensão pulmonar associada à esquistossomose, em virtude da prevalência desse diagnóstico em nosso meio.
Palavra-chave Pulmonary hypertension
Schistosomiasis
Idiopathic pulmonary hypertension
Hipertensão pulmonar
Esquistossomose
Hipertensão arterial pulmonar idiopática
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2006-06-01
Publicado em Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 52, n. 3, p. 139-143, 2006.
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Médica Brasileira
Extensão 139-143
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302006000300012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-42302006000300012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3092

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-42302006000300012.pdf
Tamanho: 93.56KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta