Effect of electroacupuncture to prevent selenite-induced cataract in Wistar rats

Effect of electroacupuncture to prevent selenite-induced cataract in Wistar rats

Título alternativo Efeito da eletro-acupuntura na prevenção da catarata induzida por selenito de sódio em ratos Wistar
Autor Cariello, Angelino Julio Autor UNIFESP Google Scholar
Casanova, Fábio Henrique Autor UNIFESP Google Scholar
Lima Filho, Acácio Alves de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Juliano, Yara Autor UNIFESP Google Scholar
Tabosa, Angela Maria Florencio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To investigate whether electroacupuncture can prevent selenite-induced cataract in an experimental model. METHODS: Fifty Wistar rat pups were randomized into 5 groups of 10 animals: Group 1 (control), no procedure was performed; Group 2 (selenite), sodium selenite (30 micromoles/kg body weight) was injected subcutaneously between postpartum days 10 to 12; Group 3 (anesthesia) received the same dose of selenite and underwent ether inhalation anesthesia during 10 minutes daily for one week; Group 4 (electroacupuncture) underwent the same procedure of Group 3, but also receiving electroacupuncture (2 Hz, 50 mA) applied to the Neiguan (PC6) and Guangming (GB37) acupoints during the anesthesia period; and Group 5 (Sham) underwent the same procedures of Group 4, but needles were applied to non-acupoints. The development of cataract was assessed one week later, and its density was graded by slit lamp biomicroscopy. RESULTS: All control rats lenses (Group 1) were clear. Groups 2, 3 and 5 rats developed more severe cataract or complete opacification. In Group 4 (electroacupuncture), 45% of eyes did not develop cataract while thirty per cent developed less severe cataract than Groups 2, 3 and 5. The between-group difference was statistically significant (p<0.001). Lens opacification grade in Groups 1 and 4 was lower than in the Groups 2, 3 and 5 (p<0.001). CONCLUSION: Electroacupuncture effectively decreased selenite-induced cataract formation rate in pup rats when needles were applied at specific acupoints.

OBJETIVO: Avaliar o efeito da eletro-acupuntura na prevenção da catarata induzida por selenito de sódio em modelo experimental. MÉTODO: Cinqüenta filhotes de ratos Wistar foram randomizados em 5 grupos: no Grupo 1 (Controle, n=10) nenhum procedimento foi realizado. Grupo 2 (Selenito, n=10), selenito de sódio (30 µmoles/kg) foi injetado por via subcutânea no décimo dia de vida. No Grupo 3 (Anestesia, n=10), filhotes receberam a mesma dose de selenito e sofreram anestesia inalatória com éter etílico durante 10 minutos diariamente por 1 semana. Grupo 4 (eletro-acupuntura, n=10), os animais sofreram os mesmos procedimentos do Grupo 3, porém também receberam eletro-acupuntura (2 Hz, 50 mA) aplicada nos pontos Neiguan (PC 6) e Guangming (GB37) durante o período de anestesia. Grupo 5 (Sham, n=10), os ratos foram submetidos aos mesmos procedimentos que o Grupo 4, porém as agulhas foram aplicadas em pontos falsos. O desenvolvimento da catarata foi avaliado após uma semana por lâmpada de fenda. RESULTADOS: Todos os animais controles (Grupo 1) não desenvolveram catarata. Todos os ratos dos grupos 2, 3 e 5 desenvolveram catarata grave. No Grupo 4 (eletro-acupuntura), 45% dos olhos não desenvolveram catarata e trinta por cento desenvolveram catarata menos grave que aos Grupos 2, 3 e 5. A diferença entre os grupos foi estatisticamente significante (p<0,001). A média do grau de opacificação do cristalino nos Grupos 1 e 4 foi mais baixo que nos Grupos 2, 3 e 5 (p<0,001). CONCLUSÃO: Eletro-acupuntura diminuiu a taxa de formação de catarata induzida por selenito em filhotes de ratos quando as agulhas foram aplicadas em pontos de acupuntura específicos.
Palavra-chave Cataract
Antioxidants
Electroacupuncture
Free radicals
Rats, Wistar
Catarata
Antioxidantes
Eletro-acupuntura
Radicais livres
Ratos Wistar
Idioma Inglês
Data de publicação 2006-06-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 69, n. 3, p. 299-303, 2006.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 299-303
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492006000300003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492006000300003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3069

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492006000300003.pdf
Tamanho: 541.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta