A interdisciplinaridade no ensino médico

A interdisciplinaridade no ensino médico

Título alternativo Interdisciplinarity in medical education
Autor Batista, Sylvia Helena Souza da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This paper discusses interdisciplinarity in medical education, recognizing that the complaints on the fragmentation in the curricular reformulation processes is more intensive in the undergraduate medicine courses due to the emphasis given to a pedagogic project based on biologicist and specialization concepts. The concept interdisciplinarity was analyzed from multiple viewpoints, based on a conceptual tracking and favoring interlocutions with Morin, Fazenda, Fourez, Pombo e Furlanetto. The construction of directions in medical education based on interdisplinarity includes the implementation of curricular designs allowing to articulate contents, encouraging problem-based approaches and promoting academic activities guided by medical practices anchored in the context of health services, insertion of students and teachers as subjects in the process and production of background knowledge. We delineate challenges and possibilities for the construction of proposals for a curriculum employing interdisciplinary practices for facing the complexity of medical activities such as teaching, learning and health care.

Este artigo discute a interdisciplinaridade no ensino médico, reconhecendo que as denúncias sobre a fragmentação deste ensino e a ênfase disciplinar na conformação do projeto pedagógico, centrada em concepções biologicistas e visões especializadas, intensificam-se frente aos processos de consolidação das reformulações curriculares dos cursos de graduação em Medicina. A partir de um rastreamento conceitual sobre interdisciplinaridade, privilegiando as interlocuções com Morin, Fazenda, Fourez, Pombo e Furlanetto, analisa-se a existência de múltiplos olhares e compreensões sobre o seu significado. Construir caminhos no ensino médico a partir da interdisciplinaridade inclui a implementação de desenhos curriculares que possibilitem a articulação de conteúdos, valorizem o enfoque problematizador e desenvolvam atividades acadêmicas que tenham como eixos a prática médica no contexto do trabalho em saúde, a inserção do estudante e do professor como sujeitos, a produção contextualizada de saberes. Delineiam-se desafios e possibilidades para a construção de propostas formativas que empreendam práticas interdisciplinares frente à complexidade das dinâmicas de ensinar, aprender e cuidar em Medicina.
Palavra-chave Education, Medical
Interdisciplinary Communication
Interprofessionals Relations
Educação Médica
Comunicação Interdisciplinar
Relações Interprofissionais
Idioma Português
Data de publicação 2006-04-01
Publicado em Revista Brasileira de Educação Médica. Associação Brasileira de Educação Médica, v. 30, n. 1, p. 39-46, 2006.
ISSN 0100-5502 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Educação Médica
Extensão 39-46
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022006000100007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-55022006000100007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2983

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-55022006000100007.pdf
Tamanho: 190.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta