Avaliação da qualidade de corte do microceratótomo Masyk® na confecção de lamela corneana pediculada em olhos porcinos

Avaliação da qualidade de corte do microceratótomo Masyk® na confecção de lamela corneana pediculada em olhos porcinos

Título alternativo Evaluation of the cut quality of the Masyk® microkeratome in obtaining corneal flap from porcine eyes
Autor Victor, Gustavo Google Scholar
Alves, Milton Ruiz Google Scholar
Nosé, Walton Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Eye Clinic Day Hospital
Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Metropolitana de Santos
Resumo PURPOSE: Evaluation of the cut quality of the Masyk® microkeratome in obtaining corneal flap from porcine eyes. METHODS: Prospective study with 31 porcine eyes divided into two groups: 15 eyes with programmed flap thickness of 160 µm and 9.5 mm diameter (Group 1), and 16 eyes with programmed flap thickness of 140 µm and 8.5 mm diameter (Group 2). Corneal thickness was calculated with a P55 pachymeter (Paradigm, USA) and the diameter with compass. RESULTS: No complications were observed during the use of the microkeratome. In group 1, the central corneal thickness mean was 146.33 ± 15.43 µm, range between 127 and 186 µm, and the vertical diameter mean was 9.39 ± 0.26 mm, range from 8.90 to 9.85 mm. In group 2, the central corneal thickness mean was 128.75 ± 18.83 µm, range from 71 to 178 µm, and the vertical diameter mean was 8.27 ± 0.20 mm, range from 7.95 to 8.65 mm. CONCLUSION: The Masyk® microkeratome showed to be effective and safe to produce corneal flaps with appropriate thickness and diameter in porcine eyes.

OBJETIVO: Avaliar a qualidade de corte do microceratótomo Masyk® na confecção de lamela corneana pediculada em olhos porcinos. MÉTODOS: Realizou-se estudo prospectivo na Eye Clinic Day Hospital (São Paulo, Brasil) em 31 olhos porcinos divididos em 2 grupos: 15 olhos nos quais se utilizou a plataforma de 160 µm e anel de sucção de 9,5 mm de diâmetro (Grupo 1) e 16 olhos, submetidos à plataforma de 140 µm e anel de sucção de 8,5 mm de diâmetro (Grupo 2). As espessuras efetivas das lamelas foram aferidas pelo paquímetro P55 (Paradigm, EUA) e os diâmetros verticais do leito estromal com compasso cirúrgico. RESULTADOS: Não ocorreram complicações durante a utilização do microceratótomo e não foram identificadas lamelas livres, perfuradas ou incompletas. No grupo 1, a média das espessuras efetiva foi de 146,33 ± 15,43 µm, com variação entre 127 e 186 µm. A média das medidas do diâmetro vertical do leito residual foi de 9,39 ± 0,26 mm, com variação entre 8,90 e 9,85 mm. No grupo 2, a média das espessuras efetiva foi de 128,75 ± 18,83 µm, com variação entre 71 e 178 µm. A média das medidas do diâmetro do leito residual foi de 8,27 ± 0,20 mm, com variação entre 7,95 e 8,65 mm. CONCLUSÃO: O microceratótomo Masyk® mostrou-se eficaz e seguro em confeccionar lamelas corneanas pediculadas de espessura e diâmetros adequados em olhos porcinos.
Palavra-chave Keratomileusis, laser in situ
Keratectomy, photorefractive, excimer laser
Cornea
Microsurgery
Ceratomileuse assistida por excimer laser in situ
Ceratectomia fotorrefrativa por excimer laser
Córnea
Microcirurgia
Idioma Português
Data de publicação 2006-02-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 69, n. 1, p. 7-10, 2006.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 7-10
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492006000100002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492006000100002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2928

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492006000100002.pdf
Tamanho: 103.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta