Tratamento cirúrgico do quadril displásico inveterado

Tratamento cirúrgico do quadril displásico inveterado

Título alternativo Inveterate dysplasic HIP - a surgical treatment
Autor Dobashi, Eiffel Tsuyoshi Autor UNIFESP Google Scholar
Kiyohara, Robinson Toshimitsu Autor UNIFESP Google Scholar
Matsuda, Marcelo Mitsuro Autor UNIFESP Google Scholar
Milani, Carlo Autor UNIFESP Google Scholar
Kuwajima, Sérgio Satoshi Autor UNIFESP Google Scholar
Ishida, Akira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo We assessed 50 patients (57 hips) with Hip development Inveterate Dysplasia, divided into 2 groups, according to treatments applied. Group A was constituted of 20 patients (24 hips), 2 males and 18 females, with mean age = 65.92m in which preoperative traction was employed for 2-4 weeks, when a bloody reduction, a Salter or Chiari osteotomy and a shortening and rotating-varusing intertrochanteric osteotomy were performed. Group B was formed by 30 patients (33 hips), 1 male and 29 females, with mean age = 52.88m. In those, a diaphyseal femoral osteotomy for shortening, bloody reduction, and Salter or Chiari osteotomy were performed. For X-ray evaluation, the following were analyzed: the Wiberg angle, avascular necrosis; femoral head roundness; discrepancy between lower limbs. For clinical evaluation purposes, we assessed: pain, Trendelenburg, neurological test and range of motion. Clinically, we observed 14 (58.33%) good outcomes and 10 (41.67%) fair outcomes for Group A, and 23 (69.70%) good and 10 (30.30%) fair outcomes for Group B. On X-Ray, outcomes were regarded as good in 9 (37.50%), fair in 5 (20.83%) and bad in 10 (41.67%) for Group A, and good in 23 (69.70%), fair in 5 (15.15%), and bad in 5 (15.15%) patients of Group B. After a statistical analysis, we found better outcomes in Group B.

Avaliamos 50 pacientes (57 quadris) com Displasia do desenvolvimento do Quadril Inveterada, divididos em 2 grupos de acordo com o tratamento aplicado. O grupo A foi constituído por 20 pacientes (24 quadris), 2 masculinos e 18 femininos, com média das idades = 65,92m nos quais a tração pré-operatória foi utilizada por 2-4 semanas, quando realizou-se a redução cruenta, a osteotomia de Salter ou a de Chiari e a osteotomia intertrocantérica de encurtamento e rotação-varização. O grupo B foi composto por 30 pacientes (33 quadris), 1 masculino e 29 femininos, com média das idades = 52,88m. Nestes, foi realizada uma osteotomia femoral diafisária para encurtamento, redução cruenta e osteotomia de Salter ou Chiari. Para a avaliação radiográfica analisamos: ângulo de Wiberg, necrose avascular, esfericidade da cabeça femoral; discrepância entre os membros inferiores. Para a avaliação clínica consideramos: dor, Trendelenburg, exame neurológico e arco de movimento. Observamos, clinicamente, 14(58,33%) bons resultados e 10(41,67%) regulares no grupo A e 23(69,70%) bons e 10(30,30%) regulares no B. Radiograficamente, foram considerados 9(37,50%) bons, 5(20,83%) regulares e 10(41,67%) maus resultados no grupo A e 23(69,70%) bons, 5(15,15%) regulares e 5(15,15%) maus resultados no B. Após análise estatística, observamos melhores resultados no grupo B.
Palavra-chave Hip Dislocation
Congenital
Osteotomy
Radiograph
Luxação Congênita de Quadril
Osteotomia
Radiografia
Idioma Português
Data de publicação 2006-01-01
Publicado em Acta Ortopédica Brasileira. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 14, n. 4, p. 183-189, 2006.
ISSN 1413-7852 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 183-189
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522006000400001
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1413-78522006000400001 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2856

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-78522006000400001.pdf
Tamanho: 187.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta