Prevalência e fatores associados à deficiência de ferro em lactentes atendidos em um centro de saúde-escola em Belém, Pará, Brasil

Prevalência e fatores associados à deficiência de ferro em lactentes atendidos em um centro de saúde-escola em Belém, Pará, Brasil

Título alternativo Prevalence and factors associated with iron deficiency in infants treated at a primary care center in Belém, Pará, Brazil
Autor Neves, Márcia Bitar Portella Google Scholar
Silva, Edina Mariko Koga da Autor UNIFESP Google Scholar
Morais, Mauro Batista de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade do Estado do Pará Departamento de Saúde Integrada
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The objective was to verify the occurrence of iron deficiency and associated factors in infants. This cross-sectional study included 365 infants (defined here as 6-24 months of age) treated at a primary care center in Belém, Pará, Brazil. Iron-deficiency anemia (hemoglobin < 11g/dl and ferritin < 12µg/l) was diagnosed in 55.1% of the sample, depletion of body iron reserves (hemoglobin < 11g/dl and ferritin < 12µg/l) in 15.3%, and iron sufficiency (hemoglobin < 11g/dl and ferritin < 12µg/l) in 18.1%. The results of the logistic regression model showed associations between iron deficiency (ferritin < 12µg/l) and: 6-12 month age group, OR (odds ratio) = 3.67 and 95% CI: 1.93-7.04; non-utilization of iron-fortified formula as the first milk used after interrupting breastfeeding, OR = 1.93 and 95%CI: 1.04-3.60; and per capita income &frac34; 1 minimum wage, OR = 2.69 and 95%CI: 1.30-5.59. The occurrence of iron deficiency was high, showing the need to adopt effective measures to prevent this important public health problem.

Determinar a prevalência de deficiência de ferro e fatores associados em lactentes. Neste estudo transversal, foram estudados 365 lactentes atendidos em um centro de saúde-escola, em Belém, Pará, Brasil. Anemia ferropriva (hemoglobina < 11g/dl e ferritina < 12µg/l) foi caracterizada em 55,1% dos 365 lactentes; depleção das reservas corporais de ferro (hemoglobina > 11g/dl e ferritina < 12µg/l), em 15,3%; e suficiência em ferro (hemoglobina > 11g/dl e ferritina > 12µg/l), em 18,1%. Em 12,5% dos lactentes, não incluídos na avaliação dos fatores associados com a deficiência de ferro, encontraram-se hemoglobina < 11,0g/dl e ferritina > 12µg/l. Os resultados do modelo de regressão logística mostraram associação entre deficiência de ferro (ferritina < 12µg/l) e: faixa etária entre 6 e 12 meses, OR = 3,67 e IC95%: 1,93-7,04; não utilização de fórmula fortificada com ferro como primeiro leite no desmame, OR = 1,93 e IC95%: 1,04-3,60; e renda per capita &frac34; 1 salário mínimo, OR = 2,69 e IC95%: 1,30-5,59. A prevalência de deficiência de ferro foi elevada, evidenciando a necessidade de implementação de ações efetivas para a prevenção desse importante problema de saúde pública.
Palavra-chave Anemia
Iron Deficiency
Infant
Anemia
Deficiência de Ferro
Lactente
Idioma Português
Data de publicação 2005-12-01
Publicado em Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 21, n. 6, p. 1911-1918, 2005.
ISSN 0102-311X (Sherpa/Romeo)
Publicador Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Extensão 1911-1918
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2005000600041
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-311X2005000600041 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2807

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-311X2005000600041.pdf
Tamanho: 72.29KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta