Clinicopathologic study and Ki-67 proliferative marker evaluation in human osteosarcomas

Clinicopathologic study and Ki-67 proliferative marker evaluation in human osteosarcomas

Título alternativo Estudo clinicopatológico com avaliação do índice de proliferação celular avaliado pelo Ki-67 em osteossarcomas humanos
Autor Marinho, Larissa Cardoso Autor UNIFESP Google Scholar
Patricio, Francy Reis da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Garcia Filho, Reynaldo Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Petrilli, Antonio Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Odashiro, Luciana Nakao Autor UNIFESP Google Scholar
Macedo, Carla Renata Pacheco Donato Autor UNIFESP Google Scholar
Alves, Maria Teresa de Seixas Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de Brasília
Resumo BACKGROUND: Osteosarcoma is a relatively uncommon malignant neoplasm and little information has been reported on its cell proliferation using Ki-67. OBJECTIVES: Evaluate histological, clinical and immunohistochemical parameters using Ki-67 labeling index (LI), correlate one to another and with follow-up. MATERIAL AND METHOD: Fifty-seven patients with available clinicopathological data submitted to the study of cell proliferation as determined by Ki-67 expression measured by immunohistochemistry (IHC) staining using formalin-fixed paraffin embedded sections. In each sample, positive cells were quantified on at least a thousand nuclei and expressed as Ki-67 LI according to median value. RESULTS AND DISCUSSION: Non-significant correlations were observed in metastatic and non-metastatic cases when variables as surgery, tumor size, death and relapse were compared with Ki-67 LI values (cut-off of 45%). In the group of non-metastatic cases there was a direct correlation between higher values of Ki-67 index and better overall survival. Metastatic patients overall survival curve and LI high and low Ki-67 did not show significant differences. CONCLUSION: Based on our results the Ki-67 LI could be useful as a prognostic marker in patients without metastasis at diagnosis.

INTRODUÇÃO: Osteossarcoma é uma neoplasia rara do tecido ósseo, tendo sido publicados poucos trabalhos na literatura que avaliaram o índice de proliferação celular Ki-67 (IPC-Ki-67) nesse tipo de sarcoma. OBJETIVO: Avaliação e comparação dos parâmetros clínicos, histológicos e de imunoexpressão do Ki-67 com a evolução clínica dos pacientes. MATERIAL E MÉTODO: Blocos de parafina de 57 casos de osteossarcomas, cujos pacientes apresentavam dados clinicopatológicos fidedignos, foram submetidos a estudo da proliferação celular através da técnica de imuno-histoquímica. Em cada amostra o IPC foi determinado pela contagem de núcleos marcados em pelo menos mil células neoplásicas. Em cada grupo de pacientes o IPC-Ki-67 foi considerado alto ou baixo, tendo como referência a mediana dos valores do Ki-67. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Não houve correlação estatística significativa entre os valores do IPC-Ki-67 (valor de corte = 45%) dos osteossarcomas dos pacientes com ou sem metástases ao diagnóstico, em relação às variáveis óbito, recaída tumoral, tamanho do tumor e tipo de cirurgia. No grupo de pacientes sem metástases houve correlação direta entre o tempo de sobrevida e o índice de proliferação celular (isto é, o IPC-Ki-67 > 45% correlacionou-se com maior tempo de sobrevida). Nos casos de pacientes com metástases ao diagnóstico, os valores do IPC-Ki-67 não apresentaram correlação significativa com a sobrevida. CONCLUSÃO: Com base nos nossos resultados, o IPC-Ki-67 pode ser utilizado para avaliação prognóstica em pacientes com osteossarcoma sem metástases ao diagnóstico.
Palavra-chave Osteosarcoma
Ki-67
Immunohistochemistry
Prognosis
Osteossarcoma
Ki-67
Imuno-histoquímica
Prognóstico
Idioma Inglês
Data de publicação 2005-12-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial. Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia, v. 41, n. 6, p. 419-424, 2005.
ISSN 1676-2444 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia
Extensão 419-424
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442005000600008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1676-24442005000600008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2800

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1676-24442005000600008.pdf
Tamanho: 190.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta