Diferenças sexuais na assimetria funcional hemisférica avaliação taquistoscópica verbal utilizando microcomputador: evaluation using: microcomputer verbal tachistos-copic test.

Diferenças sexuais na assimetria funcional hemisférica avaliação taquistoscópica verbal utilizando microcomputador: evaluation using: microcomputer verbal tachistos-copic test.

Título alternativo Sex difference in hemispheric lateralization
Autor Muszkat, Mauro Autor UNIFESP Google Scholar
Frayman, Leila Autor UNIFESP Google Scholar
Vincenzo, Neyde S. De Autor UNIFESP Google Scholar
Campos, Carlos José Reis De Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Study of sexual differences for the hemispheric prevalence on visual verbal stimuli using a microcomputer-based tachistoscope technic. Seventeen right-handed individuals, 10 males and 7 females (mean age 32 years old), without neurological or visual abnormalities were studied. The subjects performed a verbal trigram tachistoscope test, using a IBM PC microcomputer compatible. The trigram consists of 80 consonant-vowel-consonant pairs of stimuli presented randomly to right and left visual fields. The evaluation was made through two conditions: T1 and T2. In T1 Experiment stimuli exposition time was 260 ms, and in T2 Experiment the stimuli exposition time was 160 ms. In Tl Experiment 80% of females showed a Right Hemispherical Preference while 100% of males showed a Left Hemispherical Preference. In T2 Experiment, both sexes showed Left Hemispheric Preference. A close relationship between sexual difference and hemispheric preference was found. We point out the importance of stimuli exposition time in determination of sexual differences in lateral hemispherical asymmetry.

Estudo de 17 indivíduos destros, 10 mulheres e 7 homens, sem anormalidades neurológicas ou sivuais, em relação às diferenças sexuais no processamento hemisférico de estímulos verbais. Os indivíduos foram avaliados por provas taquistoscópicas verbais, utilizando microcomputador compatível ao IBM-PC. As provas constituíram-se de 80 pares de estímulos apresentados simultaneamente ao campo visual direito e esquerdo. A avaliação foi realizada em duas situações distintas, que diferiram entre si pelo tempo de exposição dos estímulos. No Experimento Tl, em que o tempo de exposição foi 260 ms, 80% das mulheres apresentaram Preferência Hemisférica Direita, enquanto 100% dos casos masculinos apresentaram Preferência Hemisférica Esquerda. No Experimento T2 (tempo de exposição 160 ms) houve predomínio da Preferência Hemisférica Esquerda em ambos os sexos. Por este estudo observamos a importância da determinação do tempo de exposição dos estímulos na verificação das diferenças sexuais no processamento da linguagem.
Idioma Português
Data de publicação 1991-06-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 49, n. 2, p. 142-146, 1991.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 142-146
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1991000200004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X1991000200004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/279

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X1991000200004.pdf
Tamanho: 77.86KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta