Custo da fratura osteoporótica de fêmur no sistema suplementar de saúde brasileiro

Custo da fratura osteoporótica de fêmur no sistema suplementar de saúde brasileiro

Título alternativo Cost of osteoporotic hip fracture in the Brazilian private health care system
Autor Araujo, Denizar Vianna Autor UNIFESP Google Scholar
Oliveira, Juliana H. A. de Autor UNIFESP Google Scholar
Bracco, Oswaldo Luís Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade do Estado do Rio de Janeiro Departamento de Medicina Interna
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To assess the direct cost during hospitalization for an osteoporotic hip fracture in Brazilian private health care system, by health plan companies' perspective. METHODS: We conducted a cross-sectional and retrospective study on costs of medical resources in patients above 50 years with an osteoporotic hip fracture, under hospital treatment, between July 2003 and June 2004. The study sample was collected from electronic claims databases of patients enrolled in Brazilian health plans. RESULTS: There were 129,611 patients with osteoporosis diagnosis. The incidence of osteoporotic hip fracture was 4.99% (women). The mean length of hospital stay was 9.21 days (2.13 days in ICU). The total mean cost of hospitalization was R$ 24,000. The largest cost component was attributable to medical device (61%). The economic burden of osteoporotic hip fracture to health plan companies was estimated in R$ 12 million. CONCLUSION: The costs of treating osteoporotic hip fracture are substantial in Brazilian private health care system. This study highlights the savings to health plan companies if an osteoporotic hip fracture can be avoided.

OBJETIVO: Estimar custo direto durante hospitalização para fratura osteoporótica de fêmur no sistema privado de saúde brasileiro, pela perspectiva das empresas de planos de saúde. MÉTODOS: Estudo transversal e retrospectivo sobre custos hospitalares em pacientes acima de 50 anos com fratura osteoporótica de fêmur, entre julho 2003 e junho 2004. A amostra estudada foi extraída da base de dados de processamento eletrônico das faturas de pacientes beneficiários de planos de saúde. RESULTADOS: Houve 129.611 pacientes com diagnóstico de osteoporose. A incidência de fratura osteoporótica de fêmur foi 4,99% (mulheres). A média de permanência hospitalar foi 9,21 dias (2,13 dias na UTI). O custo médio total da hospitalização foi de R$ 24.000. O maior componente de custo foi atribuído ao material médico (61%). O impacto econômico da fratura osteoporótica de fêmur foi estimado em R$ 12 milhões. CONCLUSÃO: Os custos do tratamento da fratura osteoporótica de fêmur são consideráveis no sistema privado de saúde brasileiro. Este estudo destaca a minimização de custos para empresas de planos de saúde caso a fratura osteoporótica de fêmur possa ser evitada.
Palavra-chave Osteoporosis
Osteoporotic fracture
Economic cost
Cost of illness
Osteoporose
Fratura osteoporótica
Custo econômico
Custo da doença
Idioma Português
Data de publicação 2005-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 49, n. 6, p. 897-901, 2005.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 897-901
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302005000600007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27302005000600007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2751

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27302005000600007.pdf
Tamanho: 64.64KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta