Traumatismos de veia cava inferior

Traumatismos de veia cava inferior

Título alternativo Inferior vena cava injuries
Autor Costa, Cleinaldo de Almeida Autor UNIFESP Google Scholar
Baptista-Silva, José Carlos Costa Autor UNIFESP Google Scholar
Rodrigues, Lana Márcia Esteves Google Scholar
Mendonça, Fabiana Lo Presti Google Scholar
Paiva, Thiago Silveira Google Scholar
Burihan, Emil Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade do Estado do Amazonas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
SBACV
Universidade Federal do Amazonas Hospital Universitário Dona Francisca Mendes
Hospital da Força Aérea do Galeão
Universidade Federal do Amazonas Hospital Universitário Getúlio Vargas
Universidade Federal do Amazonas
Resumo BACKGROUND: Injuries of inferior vena cava (IVC) require immediate and definitive action. Our objective is to evaluate the incidence, the clinical findings and the operative approach to IVC injuries. METHODS: We retrospectively studied 76 patients with IVC injuries treated in two Emergency Hospitals of Manaus, AM, Brazil, from January 1997 to July 2002. Mechanisms of injuries, mortality, hemodynamic status, penetrating abdominal trauma index (PATI), intraoperative findings and surgical approach were among assessed data. RESULTS: Fourty-nine patients (65%) had stab wounds, 26 (34%) gunshot wounds, and one had blunt abdominal trauma. Fourty-one (54%) patients survived. Almost all patients entered the emergency room awake, although 40% were hypotensive (systolic blood pressure < 70 mmHg), and the penetrating abdominal trauma index average was above 40. At laparotomy, active retroperitoneal bleeding or an expanding retroperitoneal hematoma were detected in all cases. Caval injury was retro-hepatic in 21 patients, and infrahepatic in the other 55. The prevailing surgical approach was lateral repair in 65 patients. Atrial-caval shunting was tried in six patients, with only three survivals. CONCLUSIONS: We concluded that IVC injury remains a highly lethal injury and there is a close relationship with urban violence. This study emphasizes that successful outcome depends on prompt volume restoration, avoidance of hypothermia and a stratified selective surgical approach.

OBJETIVO: Avaliar a incidência, o perfil clínico e as estratégias operatórias dos ferimentos de Veia Cava Inferior (VCI). MÉTODOS: Foram analisados retrospectivamente os prontuários de 76 doentes com ferimento de VCI atendidos nos dois prontossocorros de Manaus, no período de janeiro de 1997 a julho de 2002. Mecanismo de lesão, mortalidade, estado hemodinâmico, índice de trauma abdominal penetrante (PATI), achados intra-operatórios e conduta cirúrgica foram estudados. RESULTADOS: Quarenta e nove (65%) doentes sofreram lesão por arma branca, 26 (34%) por arma de fogo e um por traumatismo abdominal fechado. Quarenta e um (54%) doentes sobreviveram. Quase todos chegaram acordados, entretanto 40% estavam hipotensos (pressão arterial sistólica < 70mmHg). O índice de trauma abdominal penetrante (PATI) médio foi maior que 40. À laparotomia, todos demonstraram sangramento retroperitoneal ativo ou hematoma retroperitoneal em expansão. Vinte e um pacientes possuíam lesão de VCI retro-hepática, enquanto nos outros 55 a lesão era infra-hepática. O reparo operatório predominante foi a venorrafia lateral em 65 doentes. Houve necessidade de tóraco-freno-laparotomia em quatro doentes do total de oito doentes que foram à toracotomia direita por lesão retro-hepática. Foram realizados shunts átrio-cavais em seis doentes, dos quais três sobreviveram. CONCLUSÕES: O ferimento de VCI é uma lesão de alta letalidade e possui uma relação intrínseca com a violência urbana. A sobrevivência depende de uma imediata e vigorosa reposição de volume, um manejo operatório adequado e todo esforço em evitar-se hipotermia.
Assunto Vena cava, inferior
Wounds
penetrating
Veia Cava Inferior
Veia cava inferior
Ferimentos penetrantes
Idioma Português
Data 2005-10-01
Publicado em Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Colégio Brasileiro de Cirurgiões, v. 32, n. 5, p. 244-250, 2005.
ISSN 0100-6991 (Sherpa/Romeo)
Editor Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Extensão 244-250
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69912005000500005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-69912005000500005 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2697

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0100-69912005000500005.pdf
Tamanho: 136.3Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)