Função endotelial de adolescentes normotensos sem fatores de risco para hipertensão arterial

Função endotelial de adolescentes normotensos sem fatores de risco para hipertensão arterial

Título alternativo Endothelial function of normotensive adolescents with no risk factors for arterial hypertension
Autor Andrade, Zélia M. de Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalhaes, João Tomás de Abreu Autor UNIFESP Google Scholar
Taddei, Jose Augusto de Aguiar Carrazedo Autor UNIFESP Google Scholar
Christofalo, Dejaldo M. J. Autor UNIFESP Google Scholar
Ajzen, Sergio Aron Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To define standards for normal endothelial function in adolescents by high-resolution ultrasound measurement of endothelium-dependent vascular dilatation. METHODS: This was a cross-sectional, descriptive, observational study and part of the thematic project Clinical Study of Growth, Behavior, Arterial Hypertension, Obesity and Oral Health (ECCCHOS) that was developed by the Discipline of Nutrition at the Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Thirty-one adolescents, eight male and 23 female, with no risk factors for systemic arterial hypertension were selected from 1,420 high school students. The students were daytime pupils at a school in the southeastern district of the city of São Paulo, the capital of São Paulo state, located in the Southeast region of Brazil. All results are presented in the form of means with standard deviations and percentiles. RESULTS: For male students, endothelium-dependant dilation 90 seconds after the cuff was released was 20.9±6,7% [mean ±1 standard deviation] with a 10th percentile of 12.5 and for females these figures were 18.8±12.9% with a 10th percentile of 6.6%. Values for the whole group of subjects were 19.3±11.7% and 6.7%, respectively. CONCLUSION: Endothelium-dependant vascular dilation of 6.7%, after 90 seconds, which corresponds to the 10th percentile, can be considered the lower limit of normality for this age group. Knowledge of this limit is important for the diagnosis of endothelium dysfunction that appears before cardiovascular disease.

OBJETIVO: Definir padrões de normalidade da função endotelial de adolescentes através de avaliação ultra-sonográfica da dilatação vascular dependente do endotélio. MÉTODOS: Estudo descritivo observacional de corte transversal, parte do projeto temático Estudos Clínicos de Crescimento, Comportamento, Hipertensão Arterial, Obesidade e Saúde Bucal, de sigla ECCCHOS, desenvolvido na Disciplina de Nutrologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - Escola Paulista de Medicina. Foram selecionados 31 adolescentes, sendo oito do sexo masculino e 23 do feminino, sem fatores de risco conhecidos para hipertensão arterial sistêmica, entre 1.420 alunos de uma escola de ensino médio da cidade de São Paulo, capital do estado de São Paulo, situado no Sudeste do Brasil. Para apresentação de todos os resultados, utilizaram-se as médias, desvios padrão e percentis. RESULTADOS: A dilatação vascular dependente do endotélio 90 segundos pós-liberação do manguito foi de 20,9±6,7% [média mais ou menos 1 desvio padrão (DP)] e o 10° percentil ficou em 12,5% no sexo masculino e de 18,8±12,9% DP e o 10° percentil em 6,6% no sexo feminino. Os valores no grupo todo foram de 19,3±11,7% e 6,7%, respectivamente. CONCLUSÃO: O 10° percentil (6,7%) da curva de distribuição dos valores de dilatação vascular dependente do endotélio, em adolescentes do presente estudo, pode ser considerado como limite inferior da normalidade. O conhecimento desse limite é importante para o diagnóstico de disfunções endoteliais que aparecem antes das doenças cardiovasculares.
Palavra-chave Adolescents
endothelium
ultrasound
Adolescentes
endotélio
ultra-sonografia
Idioma Português
Data de publicação 2005-10-01
Publicado em Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 81, n. 5, p. 395-399, 2005.
ISSN 0021-7557 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Pediatria
Extensão 395-399
Fonte http://dx.doi.org/10.2223/1377
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0021-75572005000600010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2688

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0021-75572005000600010.pdf
Tamanho: 156.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta