Intervenções na prevenção do diabetes mellitus tipo 2: é viável um programa populacional em nosso meio?

Intervenções na prevenção do diabetes mellitus tipo 2: é viável um programa populacional em nosso meio?

Título alternativo Interventions on the prevention of type 2 diabetes mellitus: is it feasible a population-based program in our country?
Autor Ferreira, Sandra Roberta Gouvea Autor UNIFESP Google Scholar
Almeida, Bianca de Autor UNIFESP Google Scholar
Siqueira, Antonela F.a. Autor UNIFESP Google Scholar
Khawali, Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Departamento de Medicina Preventiva
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Fleury - Centro de Medicina Diagnóstica
Resumo Considering the increasing prevalence of diabetes mellitus (DM) in underdeveloped countries as well as the simplicity of identifying individuals at high risk for such disease, implementation of intervention measures for its prevention is of great interest. Several studies have confirmed the benefits of lifestyle changes in preventing or postponig the progression from impaired glucose tolerance to DM. The review of these studies showed a 50% to 60% reduction in the incidence of DM by means of lifestyle modifications. Such results are better than those reported in studies in which pharmacological interventions were used with the same purpose. Despite the efficacy of lifestyle changes for the prevention of DM, compliance may represent a limitation to be implemented in communities. In our country, studies are necessary to assess the barriers for the implementation of a population-based program for the prevention of DM and other lifestyle related diseases in high-risk Brazilian subjects.

A crescente prevalência de diabetes mellitus (DM) em países em desenvolvimento, associada à facilidade de se identificar indivíduos de alto risco para a doença, tornam interessante a idéia de se introduzir medidas que visem à prevenção da doença. Vários estudos comprovam os benefícios de mudanças no estilo de vida em prevenir ou retardar a progressão da tolerância à glicose diminuída para o DM. A revisão destes estudos mostra que é possível reduzir em 50 a 60% a incidência de DM intervindo-se no estilo de vida destes indivíduos, resultado superior ao obtido naqueles que, até o momento, utilizaram medidas farmacológicas com o mesmo objetivo. Apesar da eficácia destas simples medidas de prevenção por meio de mudanças no estilo de vida, estas são de difícil aderência e implementação em comunidades. Em nosso meio, são necessários estudos para avaliar as dificuldades de se implantar um programa nacional de prevenção de DM e outras doenças relacionadas ao estilo de vida em brasileiros de alto risco.
Assunto Prevention
Type 2 diabetes
Lifestyle
Intervention
Prevenção
Diabetes tipo 2
Estilo de vida
Intervenção
Idioma Português
Data 2005-08-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 49, n. 4, p. 479-483, 2005.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 479-483
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302005000400003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27302005000400003 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2614

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27302005000400003.pdf
Tamanho: 39.38Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)